Presidente Bolsonaro sempre “bem acompanhado” ao lado do pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial. Foto: Isac Nóbrega/PR — 20.jun.2019.

Vende-se igreja: trabalhadores da Mundial fazem nova greve para cobrar 13° e salários atrasados

O site da CUT (Central Única dos Trabalhadores) informa que sem pagamento do 13º e salários, trabalhadores da Igreja Mundial voltam a fazer greve. É a segunda paralisação. Pastor Valdemiro Santiago prometeu pagar e não cumpriu. Um das saídas é vender a igreja.

Radialistas, jornalistas e trabalhadores da Igreja Mundial do Poder de Deus, do milionário e pastor evangélico Valdemiro Santiago, voltaram na quinta-feira (09/12), a entrar em greve pelo descumprimento do acordo feito no Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região (TRT-2), em que a empresa se comprometeu a colocar em dia os pagamentos dos trabalhadores.

MP vai investigar pastor Valdemiro Santiago por seus ‘feijões mágicos’ contra o coronavírus

Pastor Valdemiro leva golpe da filha de 800 milhões

Justiça cassa passaporte diplomático do Pastor Valdemiro Santiago

O pastor não pagou a primeira parcela do 13º salário, no dia 30/11 (data limite), nem o salário do mês de novembro, que deveria ter sido pago no quinto dia útil de dezembro.

Esta é a segunda vez em que há paralisação da Igreja Mundial. O último movimento durou mais de duas semanas e foi encerrado no dia 19 de novembro, depois do acordo no TRT2. Na ocasião, a Igreja Mundial se comprometeu a pagar o salário de outubro, não descontar os dias parados e os trabalhadores teriam 90 dias de estabilidade.  A Igreja ainda deve depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) que não vêm sendo feitos há dois anos.

Estão parados cerca de 100 radialistas, 5 jornalistas e outros 300 trabalhadores em Igrejas, filiados ao Sindicato dos Trabalhadores em Igrejas (SEIBREF).

Na manhã desta sexta (10), um representante do Sindicato dos Radialistas disse ao Portal CUT que iria ter início uma nova rodada de negociação com a direção da Mundial. A matéria será atualizada assim que sair o resultado de um possível acordo, ou não.