28 de janeiro de 2014
por esmael
28 Comentários

Dilma rebate PSDB: “eu pago a minha conta”

do Brasil 247
A presidente Dilma Rousseff (PT) rebateu, nesta terça-feira (28), as críticas de que tenha feito uma parada desnecessária em Lisboa na volta do Fórum Econômico Mundial em Davos. Ela negou ter pago a conta de um restaurante com recursos públicos.

“Eu posso escolher o restaurante que for, desde que eu pague a minha conta. Eu pago a minha conta”, disse Dilma, durante entrevista em Havana, onde participa da cúpula da Celac. “à‰ exigência para todos os ministros, e eu só faço exigência que eu também exijo de mim, que quem jantar ou almoçar comigo pague a sua conta”, afirmou. Segundo ela, isso é “extremamente democrático e republicano.”

“Não tem a menor condição de alguma vez eu usar cartão corporativo; no meu caso está previsto para mim cartão corporativo, mas eu não faço isso porque eu considero que é oportuno que eu dê exemplo, diferenciando o que é consumo privado do que é consumo público”, explicou Dilma.

Segundo ela, houve até casos “chatos”: na comemoração de seu aniversário em Moscou, algumas pessoas não esperavam ter que pagar a conta, disse a presidente.

Questionada se estaria chateada e se as notícias atingem sua imagem de austeridade, Dilma afirmou: “Eu não olho o que tem por trás, meu couro ficou duro, eu suporto.”

REPRESENTAà‡àƒO DO PSDB

A Comissão de à‰tica Pública da Presidência da República recebeu hoje (28) representação contra a presidenta Dilma Rousseff sobre a sua estadia em Portugal no último fim de semana. No sábado (25), a presidenta desembarcou e dormiu em Lisboa após sair da Suíça com destino a Cuba. Na Suíça, ela participou do Fórum Econômico Mundial e em Cuba cumpre agenda da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Protocolada pelo PSDB, a representação informa que a escala em Portugal teve um padrão de gastos com hospedagens de luxo a um alto custo para o erário!. Segundo reportagem publicada no jornal O Estado de S. Paulo, a comitiva presidencial ocupou mais de 30 quartos de dois dos hotéis mais caros de Lisboa e Dilma jantou em Lisboa com ministros e assessores.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência, a escala técnica era obrigatória, devido à  autonomia da aeronave, e o motivo de Dilma ter pernoitado se deve a uma decisão da Aeronáutica devido à s condições meteorológicas.

No documento env