17 de outubro de 2014
por esmael
43 Comentários

Palácio Iguaçu vaza lista ‘quase definitiva’ de secretariáveis para 2015; confira os nomes dos cotados

O governo Beto Richa (PSDB) avança na composição do secretariado para 2015. à‰ o que se deduz com o vazamento pelo Palácio Iguaçu, nesta sexta-feira (17), da segunda versão da lista com os nomes de possíveis novos secretários, dirigentes de autarquias e empresas públicas. A primeira lista veio à  tona no último dia 8 (clique aqui).

Para facilitar o contraste visual do leitor, de quem entrou e quem saiu da lista, o Blog do Esmael destacou em vermelho! os nomes acrescidos nesta nova relação vazada pelos palacianos. Diferente da primeira versão, agora quase 100% dos cargos estão preenchidos.

Note o caro leitor que alguns nomes, como o do secretário Pepe Richa, irmão do governador, e do deputado Eduardo Sciarra, foram retirados da cotação porque deverão ser convocado para ministérios em eventual vitória de Aécio Neves (os tucanos acreditam que vão vencer Dilma).

Outros que foram lembrados nessa leva, a exemplo de Ratinho Júnior, porque seu projeto tem um vinco com 2018.

Mas sempre é bom frisar que a “verdadeira lista”, aquela ajustada com a vontade das urnas, será consolidada somente depois de 26 de outubro.

Com a vitória de Aécio, o cenário é um: tucanos e aliados paranaenses deverão bater asas até Brasília atrás de cargos mais rechonchudos; se der Dilma, os palacianos terão de se contentar e se digladiar pelos espaços restritos à  Província.

O PMDB, por sua vez, ficará no “banco de reservas”, por isso não escalou ninguém para o início do jogo como “titular” no ano que vem.

O Palácio Iguaçu pretende “dar um tempo” na relação com o PMDB até que a nova bancada do partido na Assembleia Legislativa resolva sua crise existencial: se vai! ser oposição ou situação.

Se depender de Requião Filho, único deputado eleito a se pronunciar sobre o tema, os oito parlamentares peemedebistas vão para o confronto aberto com o governo Richa (leia aqui).

Entretanto, o deputado peemedebista Luiz Cláudio Romanelli, por escolha pessoal de Richa, deverá ser alçado à  condição de líder do governo.

A seguir, leia a relação dos cotados para o segundo governo Beto Richa:

Secretarias de Estado

Casa CivilValdir Rossoni
Secretaria de Governo – Deonilson Roldo
Chefe de Gabinete – Marcelo Cattani
Educação – Laureci Schmitz Rauth
Superintendência da Educação (SUDE) – Sigmund Morgenstein
Assuntos Estratégicos – Luiz Abi
Cerimonial e Relações Internacionais – Ezequias Moreira
Infraestrutura e Logística -! Luiz Dividino
Cultura -! Fábio Campana
Corregedoria e Ouvidoria – Leon Grupenmacher
Controle Interno – Flávio Arns
Casa Militar – Adilson Castilho Casitas
Relações com a Comunidade -! Paulino Viapiana
Agricultura e Abastecimento – Orlando Pessuti
Saúde – Segisfredo Paz
Segurança Pública -! Fernando Francischini
Trabalho, Emprego e Economia Solidária – Paulo Rossi
Fazenda – Luiz Eduardo Sebastiani
Administração e Previdência – Reinold Stephanes
Família e Desenvolvimento Social – Fernanda Richa
Desenvolvimento Urbano -! Ratinho Júnior
Comunicação Social -! Valdomiro Cantini
Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul – Irineu Roveda
Meio Ambiente e Recursos Hídricos -! Rasca Rodrigues
Ciência, Tecnologia e Ensino Superior -! Paulo! Schmidt
Esporte e Turismo – Ricardo Gomyde
Justiça, Cidadania e Direitos Humanos -! Túlio