1 de Maio de 2014
por esmael
10 Comentários

Petistas são hostilizados no 1!º de Maio da Central Única dos Trabalhadores

do Brasil 247

Ex-ministro Alexandre Padilha, que concorre ao governo de São Paulo pelo PT, tentou discursar no Primeiro de Maio da Central Única dos Trabalhadores, mas desistiu diante do clima hostil no evento; antes da sua fala, houve vaias de manifestantes, que também atiravam latas e pedras contra o palco; agressões atingiram o prefeito Fernando Haddad, que saiu indignado, e com o ministro Ricardo Berzoini; CUT já tinha sinais, antes mesmo do evento, de que haveria infiltração de grupos dispostos a promover atos de hostilidade contra petistas; clima de caça à s bruxas; o PT está cercado e jogando na defensiva.

Ex-ministro Alexandre Padilha, que concorre ao governo de São Paulo pelo PT, tentou discursar no Primeiro de Maio da Central Única dos Trabalhadores, mas desistiu diante do clima hostil no evento; antes da sua fala, houve vaias de manifestantes, que também atiravam latas e pedras contra o palco; agressões atingiram o prefeito Fernando Haddad, que saiu indignado, e com o ministro Ricardo Berzoini; CUT já tinha sinais, antes mesmo do evento, de que haveria infiltração de grupos dispostos a promover atos de hostilidade contra petistas; clima de caça à s bruxas; o PT está cercado e jogando na defensiva.

O Partido dos Trabalhadores enfrenta hoje um ambiente de caça à s bruxas. No mesmo dia em que José Genoino foi preso novamente em decorrência da Ação Penal 470, representantes estelares do partido foram impedidos de discursar no Primeiro de Maio da Central Única dos Trabalhadores, a CUT. Ou seja: mesmo jogando “em casa”, petistas foram hostilizados. Leia mais