7 de junho de 2018
por esmael
Comente agora

Futuro da esquerda passará por Pernambuco

O jornalista Ricardo Cappelli escreve que o futuro da esquerda brasileira, necessariamente, passará pela eleição em Pernambuco devido as peculiaridades do PSB e PT. Ele detalha a “Escolha de Sofia” que os dirigentes petistas terão de fazer entre a candidatura própria com Marília Arraes, neta do legendário Miguel Arraes, ou a volta ao ninho socialista apoiando a reeleição de Paulo Câmara. Leia mais

12 de abril de 2018
por esmael
1 Comentário

Aldo Rebelo anuncia afastamento do PSB

A candidatura do ex-ministro do STF Joaquim Barbosa rachou o PSB. A primeira grande baixa foi o ex-ministro Aldo Rebelo, egresso do PCdoB, que se filiou à legenda socialista em setembro de 2017. Leia mais

9 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
2 Comentários

Lula receberá a visita de governadores do Nordeste

Governadores de oito estados do Nordeste estão formando uma caravana para visitar Lula em Curitiba neste terça-feira (10). A iniciativa é do governador do Ceará, Camilo Santana (PT). Leia mais

12 de março de 2018
por esmael
Comentários desativados em Ciro Gomes é o ‘plano B’ do PSB

Ciro Gomes é o ‘plano B’ do PSB

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), que voltou à esquerda, prefere Lula, mas se o ex-presidente não puder concorrer na eleição de outubro já tem um plano B: o ex-governador Ciro Gomes (PDT). Leia mais

10 de junho de 2016
por esmael
44 Comentários

Por que Temer foge do Nordeste como o vampiro foge do alho?

elvis-6-625x313O interino Michel Temer (PMDB) fugiu do Nordeste como o vampiro foge do alho.

O presidente provisório cancelou viagem que faria à região para anunciar a renegociação das dívidas dos produtores rurais e visitar obras da transposição do Rio São Francisco.

7 de dezembro de 2015
por esmael
11 Comentários

Lula lidera corrida presidencial em Pernambuco, diz Paraná Pesquisas

pernambuco_pesquisaO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu a dianteira no estado de Pernambuco na disputa pela Presidência da República em 2018.

Segundo o instituto Paraná Pesquisa, o petista lidera a corrida com 26% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece o senador Aécio Neves (PSDB-MG) com 24,8%.

A ex-senadora Marina Silva (Rede) surge na terceira colocação com 21,6%. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), em quarto, tem 4,6%, seguido do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que obteve 4,2%.

4 de agosto de 2014
por esmael
10 Comentários

Veja essa: Pesquisa aponta vitória de Dilma em Pernambuco, terra de Eduardo Campos

do Brasil 247
Pesquisa do Instituto Maurício de Nassau (IPMN), encomendada pelo Portal Leia Já, e publicada em parceria com o Jornal do Comércio, aponta favoritismo da presidente Dilma Rousseff no berço político do presidenciável socialista Eduardo Campos.

No levantamento, divulgado nesta segunda-feira (4), a presidente desponta com 40% das intenções de voto para presidente enquanto o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) está com 30%. O tucano Aécio Neves segue distante na disputa por voto no Estado e aparece com apenas 4%.

O economista Maurício Romão, um dos coordenadores do estudo, atribui o desempenho de Dilma à  influência do ex-presidente Lula no Nordeste. Ele tem um respeito muito grande em meio aos nordestinos e essa memória do eleitor se manifesta nos números!, explica.

Em relação a contradição entre a boa avaliação do governo de Eduardo Campos (PSB) durante os últimos sete anos (54%) e a intenção de votos para o socialista, Romão observa: Eduardo não é mais governador. Ele está ausente do Estado para se dedicar à  campanha como presidenciável e então isso também influencia. Toda ausência é sentida!.

14 de maio de 2014
por esmael
23 Comentários

Na terra de Eduardo Campos, PM e bombeiros decretam greve

da Agência Brasil Policiais militares e bombeiros de Pernambuco decretaram greve por tempo indeterminado na noite de terça-feira (13). Por meio das redes sociais, representantes da categoria afirmaram que apenas 30% do efetivo permanecerá em atividade, em respeito à  lei de greve.

Segundo a imprensa local e relatos de cidadãos compartilhados nas redes sociais, postos de policiamento foram fechados e poucas viaturas foram vistas nas ruas durante a noite de ontem e na madrugada de hoje (14). Em alguns postos que permaneceram abertos, policiais militares chegaram a informar não estar de serviço. Além disso, uma operação contra o tráfico de drogas deflagrada esta manhã pela Secretaria Estadual de Defesa Social contou apenas com a participação de policiais civis.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria da Polícia Militar (PM) informou ainda não ter um balanço sobre o alcance do movimento, mas garantiu que as demandas operacionais administrativas estão sendo atendidas pela corporação!, sem detalhar como.

Entre 18 reivindicações, os militares pedem melhores condições de trabalho; reajuste salarial de 50% para soldados e de 30% para oficiais retroativo a janeiro deste ano; aprovação de um novo plano de cargos e carreira; fim da pena de prisão prevista no Código Disciplinar; exigência de curso superior para admissão de novos militares; pagamento de uma gratificação para quem fizer cursos de especialização, além do aumento do valor do tíquete-refeição.

Parte da categoria está reunida em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, decidindo, em assembleia, se os grevistas deverão permanecer aquartelados ou acampados próximo ao palácio durante o tempo que durar a paralisação.

Em nota divulgada por meio de seu site, o governo pernambucano assegurou que, conforme já havia sido acertado anteriormente, os policiais e bombeiros receberão um aumento de 14,55% já na folha do mês de junho. O governo estadual também afirma estar cumprindo todas os itens do acordo anteriormente firmado com a categoria. Ainda assim, após ter recebido, ontem a tarde, as novas reivindicações dos militares, criou uma comissão multissetorial para analisar a questão. Integram a comissão as secretarias de Administração, de Defesa Social, de Planejamento e Gestão, da Fazenda e os comandos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

Em um vídeo divulgado na página da PM na internet, o comandante-geral, coronel José Carlos Pereira orienta os policiais a serem cautelosos quanto à s manifestações veiculadas pelas redes sociais. Nem tudo é verdade. Estes canais, muitas vezes, abrem espaço para atitudes desnecessárias e inconsequentes que nada somam à s discussões sérias que merecem e estão tendo atenção do governo do estado!. O coronel diz que tem conversando com os representantes do movimento, levando ao conhecimento dos escalões superiores as reivindicações da categoria.

Uma pauta com assuntos do interesse de nossa corporação foi entregue ao governo estadual. O assunto foi recepcionado pelo governo para a devida avaliação!, acrescentou o oficial antes de apelar para que os militares tenham equilíbrio!.

Vivemos em um estado democrático de direito. Reuniões pacíficas, reivindicações por melhorais e a busca de soluções para nossas dificuldades são legítimas e assim estão sendo reconhecidas pelo governo de pernambuco, mas não devemos agir de forma precipitada e emotiva!, concluiu o oficial.

18 de dezembro de 2013
por esmael
12 Comentários

Dilma Rousseff decreta: “O Brasil nunca esteve tão preparado”

do Brasil 247Um dia depois de ter recebido duras críticas do adversário tucano Aécio Neves, a presidente Dilma Rousseff fez um discurso otimista e, como ela própria classificou, “com determinação” sobre a economia. “O Brasil nunca esteve tão preparado”, disse, em entrevista a rádios de Pernambuco, onde anunciou nesta terça-feira R$ 1,9 bilhão de investimentos em mobilidade urbana, visitou as obras da Refinaria Abreu e Lima e inaugurou a plataforma P-62, no município de Ipojuca.

“O governo está atento ao que está acontecendo no mundo. Os Estados Unidos estão se recuperando, com crescimento do emprego e da indústria. Se isso acontece é bom para o Brasil e para o mundo”, disse. Apesar disso, a presidente disse que o País “está atento e preparado” para eventuais turbulências nos mercados financeiro e internacional. “Queremos que a tormenta seja rápida e não tenha efeitos graves sobre nós. Vamos tranquilamente !“ falo com aquela determinação que a tranquilidade dá !“ enfrentar esse momento de dificuldade. Não há nada hoje que o Brasil não possa assegurar”.

A presidente ressaltou ainda o volume de ingresso de capital estrangeiro no País, o controle da inflação !“ que, segundo ela, deverá fechar o ano dentro da meta !“, o que coloca o País em uma situação privilegiada para enfrentar possíveis adversidades no campo da economia em 2014. E lembrou que o Brasil é um dos quatro países que mais recebem investimentos diretos estrangeiros. Segundo o senador Aécio Neves, que apresentou ontem 12 pontos-chave que servem como base de uma nova agenda do PSDB para o País, o governo petista colocou em risco conquistas de dez anos atrás e hoje o País “está no final da fila”.

Dilma Rousseff também criticou, durante a entrevista, o oportunismo da oposição quanto ao programa Mais Médicos. A alfinetada veio por conta da inclusão da continuidade da ação implantada pelo governo federal no programa do PSDB, que também inclui o Bolsa Família. “No início dele [referindo-se ao programa Mais Médicos], na hora que era difícil, não estavam nos apoiando”, disse a presidente para emendar logo em seguida que “na hora em que está dando certo é que vêm apoiar”.

Dilma procurou evitar, no entanto, críticas diretas a Aécio. “Não estou falando do senador [Aécio Neves], estou falando do partido do senador. Fizeram críticas bastante ácidas”, disse a presidente. Durante a entrevista, que durou cerca de 25 minutos, ela disse não ter muita certeza de que a bancada de oposição teria votado favoravelmente ao Mais Médicos. “Se votaram, agradeço porque votaram. Porque é uma prova de que a oposição não pode ser do quanto pior, melhor”, disparou. “A gente teria ficado muito agradecido se tivessem nos apoiado naquela hora. Agora que o programa está dando certo é óbvio que vão apoiar”, afirmou.

Sobre o Bolsa Família, um outro ponto destacado como alvo de continuidade no documento de 12 pontos de governo divulgado pelo PSDB, Dilma também foi ácida. “à‰ sempre bom ver que eles (a oposição) reconhecem alguma coisa. Durante algum tempo o Bolsa Família foi chamado de Bolsa Esmola. E hoje não chamam de Bolsa Esmola porque sabem o reconhecimento internacional que esse programa tem”, declarou.

A presidente observou, ainda, que o governo federal mantém programas de ensino técnico e profissionalizante, como o Pronatec, que permitem que os beneficiários do Bolsa Família possam deixar o programa na medida em que forem inseridas no mercado de trabalho. Somente neste ano, cerca de 850 mil pessoas deverão ser formadas pelo Pronatec.