7 de abril de 2015
por Esmael Morais
27 Comentários

Defensor da terceirização, Cunha manda polícia bater em trabalhadores

bsb_confrontoTerminou em pancadaria um protesto realizado hoje, em Brasília, defronte da Câmara Federal. O movimento foi organizado pela CUT e UNE, contra projeto de lei regulamentando a terceirização da mão de obra. O presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), favorável à proposta, foi acusado pelos sindicalistas de mandar a polícia legislativa bater nos trabalhadores.

De acordo com a organização, cerca de 3 mil se manifestaram em frente ao Congresso. Um sindicalista foi preso e três pessoas ficaram feridas no confronto, entre elas o deputado Vicentinho (PT-SP) atingido com spray de pimenta.

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, disse na manhã de hoje que não adiaria a apreciação do projeto que tramita há cerca de dez anos.

A seguir, leia o relato da Agência Brasil: Leia mais