Roberto Requião, indeciso, pediu ajuda aos "universitários" nesta segunda-feira (30/08) para ajudá-lo definir partido a qual se filiar.

Requião pede ajuda dos “universitários” para definir qual partido ele deve se filiar

O ex-senador e ex-governador Roberto Requião, indeciso, pediu ajuda aos “universitários” nesta segunda-feira (30/08) para ajudá-lo a definir em qual partido deve se filiar.

“Sai do PMDB porque ele me frustrou com sua adesão à direita”, alegou. “Não paro de fazer política, com partido ou sem partido”, emendou. No entanto, Requião pediu ajudar aos “universitários” para decidir essa parada: “Peço uma sugestão para me ajudar a escolher o partido em que ingressarei!”

Requião deixou o velho MDB de guerra há um mês, quando se desfiliou da agremiação na qual militou por 40 anos. Ato contínuo, ele se encontrou com Lula em São Paulo. No início de agosto, o ex-presidente convidou Requião para botar a estrela no peito.

Em entrevista ao Blog do Esmael, hoje, a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), reformou o convite a Requião. “Nós queríamos que ele se filiasse. Fizermos um convite firme [para ingressar no PT]. Ele é um nome para enfrentar as forças do atraso no Paraná, simbolizada no governo Ratinho”, disse.

Segundo a dirigente petista, o governador Ratinho Junior (PSD) faz uma ‘gestão chuchu’ de destruição de instrumentos públicos necessários ao desenvolvimento do estado.

Leia também

Banqueiros querem participar de frente ampla contra Bolsonaro; agora ele cai?

Alexandre de Moraes “jogou fora” chave da cadeia em que Roberto Jefferson está preso

Bolsonaro ‘quer’ ser preso pelo ministro do STF Alexandre de Moraes visando ‘autogolpe’ a exemplo de Jânio Quadros