Banqueiros querem participar de frente ampla contra Bolsonaro; agora ele cai?

Banqueiros querem participar de frente ampla contra Bolsonaro; agora ele cai?

Banqueiros assinaram um documento em defesa do equilíbrio entre os Poderes da República, que atraiu forte oposição da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, a ponto de as duas instituições ameaçarem deixar a Febraban. Segundo a velha mídia corporativa, isso é o esboço de uma frente ampla no país contra o presidente Jair Bolsonaro, mas, nem por isso, é um manifesto a favor do ex-presidente Lula.

O documento da burguesia paulistana está sendo construído pela Avenida Faria Lima –endereço das principais firmas do capital financeiro nacional– agrega Fiesp, Febraban, partidos e pessoas físicas. Isso seria o embrião da “terceira via” nas eleições de 2022, que faria frente a Lula e a Bolsonaro.

Entusiasta dessa frente ampla, a Folha de S.Paulo disse que ela será formalmente lançada na terça-feira, 31 de agosto.

Geralmente quando velha mídia, Febraban e Fiesp se unem –tenha certeza– coisa boa não sai disso. Alguém sai perdendo e, geralmente, os trabalhadores pagam a conta –a exemplo das reformas trabalhista e previdenciária, soluções neoliberais, preconizada por eles.

Terceira via é sinônimo de neoliberalismo. O que eles propõem é a continuidade do bolsonarismo sem Bolsonaro. Ou seja, mais privatizações, desmonte dos serviços públicos, concentração de renda nas mãos deles.

Para a esquerda e os progressistas, os nacionalistas, não servem Bolsonaro nem a terceira via neoliberal com os banqueiros–que fique bem claro.

Note que os golpistas não têm cara bem definidas. São identificados como “banqueiros”, “empresários”, “lideranças”…

… Quanto a Bolsonaro, parece que ele agora cai; a dúvida é se a queda será ‘hard’ ou ‘soft’.

Leia também

Alexandre de Moraes “jogou fora” chave da cadeia em que Roberto Jefferson está preso

Bolsonaro ‘quer’ ser preso pelo ministro do STF Alexandre de Moraes visando ‘autogolpe’ a exemplo de Jânio Quadros

Isso a Globo não mostra: Merval Pereira ficou impressionado com o tamanho do bilau do Lula