Requião: gasolina vai continuar subindo porque Bolsonaro ainda não renunciou

► Requião sugere que Bolsonaro importe presidente para a Petrobras da Venezuela, onde 50 litros de gasolina custa menos que um litro no Brasil

O ex-senador Roberto Requião, pré-candidato do PT ao governo do Paraná, analisou a renúncia do presidente da Petrobras e os aumentos nos preços dos combustíveis.

Segundo Requião, que uma espécie de alter ego do ex-presidente Lula na economia, a gasolina vai continuar subindo porque o presidente cessante Jair Bolsonaro (PL) ainda não renunciou ao cargo.

– Quem acaba de renunciar é o presidente da Petrobras, não o Bolsonaro – disse. “Portanto, a política de preços da Petrobras continuará exatamente a mesma”, lamentou.

Requião recordou que na Venezuela, demonizada por Bolsonaro, um tanque com 50 litros de gasolina custa menos que um litro [R$ 7,50].

– Com o que você paga por 1 litro de gasolina no Brasil na Venezuela você coloca 50 litros do seu tanque – comparou. “Que tal importar um presidente da Petrobras da venezuela?”, desafiou.

Nesta segunda-feira (20/06), o agora ex-presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, pediu demissão e também renunciou ao cargo de membro do Conselho de Administração da estatal.

Veja também  The Facebook Papers: Na Índia, o Facebook luta com uma versão ampliada de seus problemas