Rafael Greca: 100 dias

O prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN), em sua coluna desta quarta, afirma que precisa aprovar o pacote com 12 projetos, na Câmara de Vereadores, para tirar a “cidade do buraco” em que foi metida pelo antecessor Gustavo Fruet (PDT) ao deixar déficit de R$ 2,1 bilhões.

Cem dias

Rafael Greca*

Em janeiro, encontramos o Palácio 29 de Março na maior crise de sua história, com um déficit de R$ 2,1 bilhões. Mesmo com todas as dificuldades, conseguimos nesses primeiros cem dias impor um ritmo de atividades que já trouxe de volta o protagonismo da Prefeitura em prol dos curitibanos.

O Saúde Já beneficia 200 mil pessoas num programa para equacionar a fila de exames, cirurgias e consultas. Obras e parcerias com o Governo do Estado foram retomadas, como a Unidade de Saúde Jardim Aliança e adesão ao Rede Mãe Paranaense e ao Programa de Qualificação da Atenção Primária.

Retomamos a construção das alças de acesso à trincheira do Ceasa, da pavimentação da marginal da BR-277, da revitalização da Raul Pompéia, da Linha Verde Norte, e iniciamos a revitalização da Avenida Manoel Ribas. Trocamos 13.500 lâmpadas queimadas e colocamos 88 equipes na manutenção de tapa-buracos, limpeza de bueiros e roçada na cidade. Retomamos as obras da Cohab, que estavam paradas.

Curitiba voltou a ter transporte integrado com a Região Metropolitana. A Patrulha do Transporte Coletivo tem dez viaturas e 20 guardas especialmente dedicados a monitorar as linhas de ônibus, estações-tubo e terminais. O Balada Protegida faz ações de fiscalização, orientação e segurança em pontos movimentados da noite curitibana.

Os Armazéns da Família atendem 30 mil famílias a mais com a ampliação da faixa de renda salarial. O Restaurante Popular do Capanema será reaberto. O Esporte e Lazer ampliou em 2.000 as vagas para atividades no contraturno escolar. A FAS intensificou o trabalho de abordagem social aos moradores de rua, com mais de 3 mil ações.

Veja também  Rafael Greca atropela a democracia, diz conselheiro de Curitiba, ao criticar subsídios a empresários de ônibus

Demos continuidade às obras do Cine Passeio e de cinco creches. Iniciamos o chamamento de novos 714 professores e 50 auxiliares que reforçarão o quadro do magistério municipal. Lançamos o Conhecimento em Linhas.

Criamos o Vale do Pinhão, para fomentar startups e desenvolver ideias inovadoras e tecnologia, com suporte de universidades, criando empregos de ponta em Curitiba.

Enxugamos a máquina reduzindo os órgãos municipais de 33 para 26, o que resultará em corte de cargos e funções gratificadas, numa economia de R$ 35 milhões ao longo da gestão.

Temos agora o Plano de Recuperação, que foi encaminhado à Câmara Municipal no fim de março. É um conjunto de 12 projetos de lei com medidas para resolver o problema fiscal do município. Se ele for aprovado pelos vereadores, acredito que vamos tirar a cidade do buraco em que ela foi colocada.

*Rafael Greca é prefeito de Curitiba.

Comments are closed.