PT do Paraná faz ato contra apoio de parlamentares a golpistas no Congresso Nacional

Todas as tribos petistas do Paraná se unirão nesta segunda-feira (30), às 19 horas, na sede da agremiação, contra o virtual apoio do partido a Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), nas eleições para as mesas da Câmara e do Senado, respectivamente, ou a qualquer outra liderança que tenha contribuído para a derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff.

A Câmara realiza eleição para a mesa no dia 1º e o Senado no dia 2 de fevereiro.

Todas as correntes internas do PT paranaense deram as mãos para promover o ato político no início da semana que vem, dentre as quais MS, DS, AE, CNB, OT, Base e Luta e PT Novo de Novo.

Dirigentes e militantes no estado elaboraram uma carta contra o “acordão” com os golpistas a qual será enviada aos diretórios nacional e estadual, bem como aos deputados federais petistas Enio Verri e Zeca Dirceu.

A base petista é contra o “acordo aberto” e também rejeitam a hipótese de “acordo branco” com os golpistas, isto é, as bancadas de deputados e senadores ficariam liberadas para votar conforme sua “consciência” militante.

Em vídeo gravado no início desta semana, o deputado estado Tadeu Veneri pediu para que deputados e senadores “não traiam o nosso partido” porque, segundo ele, “também seriam considerados traidores” pela base.

A mesma postura contrária à participação na mesa com golpista tem a senadora Gleisi Hoffmann.

“O que deve nos mover é a defesa intransigente do Estado Democrático de Direito e a denúncia da covarde destruição de conquistas trabalhistas e sociais mínimas que estão sendo patrocinadas pelo governo do golpe e seus apoiadores”, afirma a senadora.

Na capital paranaense, a sede do PT fica na Rua Alameda Princesa Izabel, 160, bairro São Francisco.

Abaixo, assista ao sermão de Tadeu Veneri:

Comments are closed.