PSDB diz que ‘fica’ com Temer ‘até que a morte os separe’

A executiva nacional do PSDB decidiu na noite desta segunda-feira (12), Dias dos Namorados, que ‘fica’ com o ilegítimo Michel Temer ‘até que a morte [política] os separe’.

Os tucanos também chegaram à conclusão de que o principal inimigo deles é o PT.

A declaração de amor entre PSDB e Temer em público foi condicionada a um prazo que ambos tende a desrespeitar: até as reformas trabalhista, previdenciária e política.

PSDB sonha com a contrapartida do apoio do PMDB, na eleição de 2018, para o governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

A fórmula ainda consiste em salvar o “couro” do senador afastado Aécio Neves, ameaçado de prisão.

O não desembarque dos tucanos do governo Temer significa mais uma derrota para a Globo, que já havia levado uma “sabugada” sexta-feira (9) no TSE.

Em síntese: o ilegítimo e o PSDB pretendem manter o enlace além de arrancar os direitos dos trabalhadores; nisso a Globo é aliada dos tucanos e do Tinhoso.

Os comentários estão encerrado.