A CPI da Covid pode terminar menor do que começou em abril [vídeo]

Omar Aziz: ‘Triste notícia que chegamos a 600 mil óbitos no País’

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), disse que a chegada aos 600 mil óbitos no País é uma triste notícia desta sexta-feira (08/10).

Segundo o presidente da comissão de investigação, muitas das vidas perdidas poderiam ter sido evitadas, caso a vacinação tivesse começado antes e outras medidas fossem adotadas para amenizar o contágio.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, disse que país está indo de mal a pior. “No dia que chegamos à triste marca de 600 mil mortos pela COVID, estamos recebendo uma enxurrada de notícias péssimas para a sobrevivência do nosso povo. Tá tudo mais caro! E a culpa é do Bolsonaro!”, afirmou, referindo-se à nova alta nos preços dos combustíveis.

Com a marca de 600 mil mortes, a CPI ouvirá o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no dia 18. Será o último depoimento e no dia seguinte, terça (19/10), o relator Renan Calheiros (MDB-AL) vai ler o relatório final da comissão de inquérito.

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho e alter ego do presidente da República, insiste no negacionismo. “É trágico para Globo que a média de mortes caia”, escreveu no Twitter. Segundo Carluxo, o enredo do jornalão carioca de destruição psicológica das pessoas tem método.

Leia também

Paciente que quase morreu e médico confirmam na CPI denúncias contra a Prevent Senior

CPI vai indiciar Bolsonaro por crime contra a humanidade, diz senador da comissão de investigação

CPI da Covid chega ao fim com 40 indiciados; assista aos dois últimos depoimentos ao vivo