Deu no New York Times: 'Bomba, Bolsonaro é acusado de homicídio'

CPI vai indiciar Bolsonaro por crime contra a humanidade, diz senador da comissão de investigação

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) disse nesta quinta (07/10) que o presidente Jair Bolsonaro será indiciado pela CPI da Pandemia por crime cometido contra a humanidade.

“É impensável não indiciar Bolsonaro por crime contra a humanidade”, afirmou o senador, que é membro titular da comissão de investigação.

“Foram crimes contra a vida, crimes contra a humanidade, crimes sanitários”, disse.

O relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), em várias oportunidades, também adiantou que Bolsonaro será indiciado em seu relatório final.

Renan estima que até 40 pessoas serão indiciados pela CPI, a exemplo do deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara, por suposto envolvimento em irregularidades na compra de vacinas.

Nesta quinta, os senadores tomaram os depoimentos do paciente da Prevent Senior, Tadeu Frederico de Andrade, e do médico Walter Correa de Souza Neto, que atuou na empresa de saúde.

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), atualizou a agenda do colegiado:

  • na segunda-feira (18/10), será ouvido o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga;
  • na terça (19/10), Renan Calheiros fará a leitura do relatório final; e
  • na quarta-feira (20/10), a CPI votará o documento.

Leia também

CPI da Covid chega ao fim com 40 indiciados; assista aos dois últimos depoimentos ao vivo

Rosa Weber questiona PGR por isentar Bolsonaro sobre uso de máscara na pandemia

Prevent Senior fez pacto do “diabo” com o governo, revela a CPI da Pandemia [vídeo]