Lula ao vivo convoca manifestação pelo impeachment de Bolsonaro; siga

Lula defende anistia à dívida de estudante para facilitar acesso à universidade pública [vídeo]

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, em entrevista na Rádio Capital, de Cuiabá (MT), defendeu nesta quarta (29/09) anistia à dívida de estudante para facilitar acesso à universidade pública.

Lula lidera as pesquisas na disputa pela Presidência da República e a velha mídia corporativa –liderada pela Globo, Folha, Estadão, Veja, et caterva– luta em busca de uma distante terceira via.

“Os setores da comunicação estão fazendo uma espécie de vestibular em busca de candidato”, ironizou o petista. “Na verdade, parece o ENEM.” “Isso empobrece a política porque todo mundo pode ter candidato”, disse.

Para Lula, essa busca pela terceira via reflete apenas a fragilidade política do país. “Tem 32 partidos, todo mundo pode ter candidato. Mas agora os setores de comunicação decidiram fazer um vestibular pra selecionar um candidato. É o empobrecimento da política.”

O ex-presidente criticou mais uma alta do diesel. Segundo ele, não tem explicação subordinar os preços dos combustíveis ao mercado internacional. “O que está acontecendo é que a Petrobras está acumulando verba pra pagar acionista americano. Não tem explicação.”

Lula disse que os defensores do “nem nem” partem pressuposto que o Bolsonaro está morto. “Não é verdade. Ele tem a caneta na mão. Mas eles acham que não podem bater só no Bolsonaro se não ganho no 1º turno. É a lógica deles. Mas eu tô tranquilo, calejado. Meu casco é forte. Vivo isso há muitos anos.”

“Acho saudável, por exemplo, que o PSDB esteja fazendo prévias pra escolher um candidato. Eles costumavam fazer campanha civilizada. Uma coisa era disputar contra o FHC, contra o Serra, outra coisa é disputar com o troglodita do Bolsonaro.”

O petista afirmou que tem orgulho de dizer que em apenas 12 anos colocou nas universidades a mesma quantidade de estudantes que botaram em 100 anos. “Não existe país que cresceu sem investir em educação, ciência e tecnologia. E se voltarmos vamos fazer mais”, pregou.

“Por que a gente não pode negociar dívida de estudante se o Estado todo ano faz refis pra renegociar dívida de empresário? Acesso à universidade tem que ser prioridade”, questionou Lula, ao garantir que no governo do PT os estudantes serão anistiados de dívidas acadêmicas.

“Vocês sabiam que quando eu era presidente existia uma coisa chamada APOSENTADORIA EM 30 MINUTOS?! Hoje as pessoas ficam dois anos na fila de espera. E o Bolsonaro comemora como se estivesse tudo bem”, concluiu.

Acompanhe a entrevista:

Leia também

Globo agora tenta Eduardo Leite como terceira via e vê “empate” nas prévias do PSDB com João Doria

Luciano Hang, o Véio da Havan, depõe hoje na CPI da Pandemia; acompanhe ao vivo

Roberto Requião convoca manifestação pelo ‘Fora Bolsonaro’ neste sábado, dia 2 de outubro

Agora vai! PSL aprova indicativo para fusão com o DEM; eles terão fundo de até R$ 1,5 bilhão