flavio dino

Flávio Dino diz ‘adeus’ ao PCdoB depois de 15 anos de militância

O governador do Maranhão, Flávio Dino, no Twitter, comunicou nesta quinta-feira (17/6) que deixou o PCdoB.

Dino se desfiliou da legenda vermelha depois de 15 anos de militância.

No texto publicado nas suas redes sociais, Flavio Dino não declina sua futura legenda pela qual pretende concorrer ao Senado da República.

“Informo que pedi desfiliação ao PCdoB. Desejo êxito ao Partido na sua caminhada em defesa de uma Pátria Livre e Justa. Uma grande Frente da Esperança é um vetor decisivo para um novo ciclo de conquistas sociais para o Brasil. A tal tarefa seguirei me dedicando”, escreveu o governador maranhense.

Leia também

Flávio Dino disse ainda que as diferenças entre ele e o PCdoB são menos importantes para a defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil.

“Agradeço ao PCdoB a acolhida fraterna nesses 15 anos de militância. Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, completou.

Em dezembro de 2020, o Blog do Esmael anotou a movimentação de setores no PCdoB pela fusão com o PSB –provável nova morada de Flávio Dino.

Leia a íntegra da carta de desfiliação de Flávio Dino

carta dino
Flavio Dino envia carta de desfiliação do PCdoB

Ricardo Cappeli, ex-presidente da UNE, também deixa o PCdoB

O jornalista e secretário de Estado da Comunicação do Maranhão, Ricardo Cappelli, pelo Twitter, também anunciou sua desfiliação depois de 26 anos de militância. Ele foi presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) na gestão 1997-1999.

“Anuncio a minha desfiliação do PCdoB, partido pelo qual militei nos últimos 26 anos, onde aprendi muito e pelo qual tenho imenso respeito. Aos amigos construídos nesta longa trajetória, a certeza de que continuaremos juntos na luta por um Brasil mais justo, livre e soberano”, registrou Cappelli.