bolsonaro estadao lula

Estadão diz que tem medo de 2º turno entre Lula e Bolsonaro

Depois de fazer a “difícil” escolha por Jair Bolsonaro, em 2018, agora o Estadão diz que tem medo do monstro que criou.

Em editorial deste sexta-feira (14/5), o jornal O Estado de S. Paulo vê um “cenário sombrio” nas eleições de 2022.

Para o jornalão paulistano, um segundo turno entre Luiz Inácio Lula da Silva e Jair Bolsonaro oporia o atraso ao retrocesso, a indecência à imoralidade, a desfaçatez ao cinismo.

Note, caríssimo leitor, Bolsonaro fora a escolha do Estadão em 2018.

Leia também

Segundo pesquisa Datafolha, divulgada na quarta (12/5), Lula venceria por 55% um segundo turno contra Bolsonaro –que teria 32%.

O Datafolha ainda revela que o petista pode vencer a disputa de 2022 já no primeiro turno, pois, de acordo com o levantamento, Lula tem 47% dos votos válidos.

“A distância entre o líder petista e o presidente Bolsonaro já impressiona”, reconhece o medroso Estadão.

Apesar de também espinafrar Bolsonaro, o editorial do Estadão foi encomendado mesmo para atacar Lula da Silva.