Google mostra que Bolsonaro ficou irrelevante em 2020

O presidente Jair Bolsonaro não está entre os dez principais assuntos pesquisados pelo Google em 2020. De acordo com o buscador, os dez assuntos mais buscados neste ano foram:

  • Coronavírus
  • Eleições 2020
  • Eleicoes nos EUA
  • Caso Mariana Ferrer
  • Nota de R$ 200
  • Nuvem de gafanhotos
  • Caso Padre Robson
  • Greve dos Correios
  • Explosão em Beirute
  • Morte de George Floyd

Embora Bolsonaro não aparece entre os 10 assuntos mais pesquisados no Google, em 2020, ele tem relação direta com todos eles. O presidente é até mencionado nas buscas, mas sua conexão é negativa.

O presidente continua omisso no combate ao coronavírus e a guerra contra as vacinas é a expressão disto.

Nas eleições 2020, Bolsonaro saiu como o grande derrotado. Seus candidatos perderam em São Paulo e Rio, por exemplo.

Bolsonaro também levou chumbo nas eleições dos EUA, pois seu “crush” Donald Trump foi derrotado.

O sexismo, machismo no caso do estupro de Mariana Ferrer remeteram subjetivamente para o comportamento do mandatário.

Na economia, o lançamento da nota de R$ 200, evidenciou a crise econômica no País. Os brasileiros notaram que estão ganhando pouco enquanto a produção aumentou.

A nuvem de gafanhotos que passou pelo Brasil foi encarada como um das pragas trazidas pelo presidente.

O caso Padre Robson levantou a discussão sobre o mercado da fé e a existência de falsos profetas.

Já a greve nos Correios é assunto obrigatório nos finais de ano e tem a ver com a pauta economicista dos trabalhadores na empresa.

Bolsonaro mandou para Beirute uma missão chefiada pelo ex-presidente Michel Temer.

A morte de George Floyd nos EUA impactou no Brasil e externou o racismo estrutural no Brasil.

Líder do PT defende auxílio emergencial de R$ 600 e denuncia ‘insensibilidade social’ do governo Bolsonaro

Covid: Justiça suspende eleição de diretores de escolas no Paraná

Bolsonaro procrastina vacinação porque quer ainda promover a cloroquina

Jogadores de PSG x Istanbul Basaksehir abandonam jogo após racismo de árbitro