Dieese divulga dados de empregos e desemprego que incomodam o governo

Compartilhe agora

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou nesta quarta-feira (16) índices de emprego e desemprego dos terceiros trimestres de 2014 e 2020. O órgão compara dados de estado por estado e confronta com os números nacionais.

O leitor pode verificar os dados em seu estado clicando aqui (gráficos).

Nesse estudo compilado pelo Dieese você irá encontrar números nacionais e estaduais sobre assalariados formais (setores público e privado); taxa de desocupação mais desalento; taxa de desocupação mais desalento de responsáveis pelo domicílio; desocupados procurando trabalho há mais de 5 meses; e rendimento médio real por hora.

O levantamento do Diesse leva em consideração os números oficiais medidos pelo IBGE.

De maneira geral, os dados apontam estagnação no emprego e retrocessos em seis anos comparados.

Dieese divulga dados de empregos e desemprego que incomodam o governo

Dados do Brasil

ASSALARIADOS FORMAIS (SETORES PÚBLICO E PRIVADO)

  • 49,8% (ano 2014)
  • 47,2% (ano 2020)
  • TAXA DE DESOCUPAÇÃO + DESALENTO

  • 8,1% (ano 2014)
  • 19,5% (ano 2020
  • TAXA DE DESOCUPAÇÃO + DESALENTO DOS RESPONSÁVEIS PELO DOMICÍLIO

  • 4,3% (ano 2014)
  • 14,0% (ano 2020
  • DESOCUPADOS PROCURANDO TRABALHO HÁ MAIS DE 5 MESES

  • 52,2% (ano 2014)
  • 55,7% (ano 2020
  • RENDIMENTO MÉDIO REAL POR HORA

  • R$ 14,18 (ano 2014)
  • R$ 15,25 (ano 2020
  • Dados do Paraná

    ASSALARIADOS FORMAIS (SETORES PÚBLICO E PRIVADO)

  • 54,5% (ano 2014)
  • 52,3% (ano 2020)
  • TAXA DE DESOCUPAÇÃO + DESALENTO

  • 4,6% (ano 2014)
  • 12,1% (ano 2020)
  • TAXA DE DESOCUPAÇÃO + DESALENTO DOS RESPONSÁVEIS PELO DOMICÍLIO

  • 2,6% (ano 2014)
  • 8,5% (ano 2020)
  • DESOCUPADOS PROCURANDO TRABALHO HÁ MAIS DE 5 MESES

  • 46,2% (ano 2014)
  • 55,8% (ano 2020)
  • RENDIMENTO MÉDIO REAL POR HORA

  • R$ 15,49 (ano 2014)
  • R$ 15,78 (ano 2020)