“Vou me desfiliar do PT”, diz Requião, após aprovação do BC independente

Compartilhe agora

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), ao Blog do Esmael, manifestou nesta quarta-feira (4) descontentamento com o PT após comportamento do partido em três eventos políticos no Congresso Nacional:

1- Aprovação do PL 3877, de autoria do senador Rogério Carvalho (SE), líder do PT no Senado, que obriga o Banco Central a remunerar sobra de caixa de bancos;
2- Aprovação do Banco Central Independente; e
3- Desoneração da folha de pagamento.

“Vou me desfiliar do PT”, ironizou o ex-senador, que é filiado no MDB há 40 anos.

Nas últimas horas, Requião gravou vídeos em apoio a candidaturas petistas de todo o País.

Contrariado nas questões econômicas, que aproxima a legenda ao neoliberalismo, Roberto Requião, em perspectiva, fica mais longe do PT.

“Avisa aí: vou me desfiliar do PT”, pediu Requião.

“Direitos sociais banidos com exoneração da folha, povo excluído, soberania do capital financeiro e do rentismo nos levará, cedo ou tarde, a revolução social”, previu.

Apesar das críticas, contraditoriamente, Requião ainda vê o PT como importante instrumento de luta em defesa da soberania nacional.

Congresso segue transformando o Brasil em um Paraguai

Requião pede voto e engajamento na campanha de candidato petista

Requião: ‘Senado promove estupro doloso com autonomia do Banco Central’

[Ao vivo] Senado vota a polêmica autonomia do Banco Central