Flávio Dino anuncia novo processo contra Jair Bolsonaro por uso da máquina pública

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), nas redes sociais, anunciou que irá processar novamente o presidente Jair Bolsonaro por uso da máquina pública em campanha eleitoral.

Bolsonaro esteve nesta quinta-feira (29) no Maranhão fazendo campanha política para seus candidatos de extrema direita.

Em seu discurso, o presidente disse que irá “mandar embora o comunismo do Brasil” e relacionou o comunismo a regimes ditatoriais.

Para o governador do PCdoB, Bolsonaro fez propaganda eleitoral negativa em evento oficial com dinheiro público contra candidatos de seu partido.

“Bolsonaro veio ao Maranhão com sua habitual falta de educação e decoro”, disse Dino. “Fez piada sem graça com uma de nossas tradicionais marcas empresariais: o guaraná Jesus”, criticou o governador.

Flávio Dino que afirmou que o mais grave foi Jair Bolsonaro usar dinheiro público para fazer propaganda politica. “Será processado”, anunciou o governador maranhense.

Na semana passada, Dino já havia aberto um processo no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Bolsonaro.

O governador do Maranhão alega que Bolsonaro cometeu calúnia ao dizer que tinha viagem prevista para participar de evento evangélico na cidade de Balsas, mas desistiu porque supostamente Dino tinha negado segurança da Polícia Militar do estado.

‘Virei boiola, igual maranhense’

O presidente fez piada homofóbica ao tomar um copo do tradicional Guaraná Jesus. A bebida tem a cor rosa.

“Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”, disse Bolsonaro.

“Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí. Quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”, disparou.

Minutos depois, o presidente insistiu na piada homofóbica. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão, f*eu, f*eu. É boiolagem, isso aqui.”

Leia mais sobre Dino x Bolsonaro

Flávio Dino processa Bolsonaro no Supremo Tribunal Federal

Bolsonaro vai ao Maranhão provocar Flavio Dino; assista

Compartilhe agora