Requião e Fruet batem boca nas redes sociais

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) e o deputado Gustavo Fruet (PDT-PR) resolveram bater boca em público nesta segunda-feira (14).

Pelo Twitter, Fruet respondeu a uma provação de Requião. O velha emedebista disse que o pedetista desistiu de concorrer à Prefeitura de Curitiba porque “Osmarelou” [Osmar Dias + amarelou], referindo-se às eleições de 2018, que, apesar de liderando, o irmão de Alvaro Dias jogou a tolha e facilitou a vitória de Ratinho Junior (PSD) ao governo do Paraná.

“Primeiro quiseram apoiar o Osmar, fizeram reuniões em todo Paraná! Osmar amarelou”, recordou Requião. “Depois tomaram o PMDB DE CTBA DA BASE E DOS ANTIGOS MILITANTES. Assisti passivo porque era a renovação. Queriam o Fruet, mas o menino Osmarelou!”, escreveu o ex-senador, quem arrematou: “Que merda hem!?”

Aí o deputado Gustavo Fruet passou recibo e respondeu a Requião.

“Continua o mesmo covarde!”, disparou o pedetista. “Abrigou por anos o Greca, dissimula oposição e não prepara sucessão no seu partido”, atacou Fruet. “Perdeu a graça, não renova os métodos, sempre vaidoso e em nada contribuiu para um projeto para a cidade”, metralhou. “Que merda ter perdido tanto tempo com quem acreditava”, lamentou o deputado Gustavo Fruet.

Não se dando por rogado, Requião insistiu na provocação a Fruet.

“Fruet foi um bom deputado, não digo o mesmo da sua passagem pela prefeitura”, disse. “Desistiu da candidatura porque sua administração é indefensável”, analisou. “Igual a do Greca nas alianças terríveis e diante das posições políticas de seu pai”, comparou. “Pode ser absolvido? Código canônico nele!”, afirmou Requião.

Como confusão pouca é bobagem, o ex-senador Roberto Requião passou a tarde de hoje postando fotos no Twitter em que Gustavo Fruet estava ao lado do ex-governador Beto Richa (PSDB). O tucano foi preso em setembro do ano passado, nas vésperas das eleições que ele concorreu ao Senado.

LEIA TAMBÉM

  • Curitiba: Consulta Popular declara apoio a Goura e pede unidade das esquerdas
  • Eleições 2020: PT luta por “frentinha” contra “frente ampla” de Rafael Greca em Curitiba
  • Fachin apresenta balanço de despedida da Lava Jato
  • Requião está magoado com o MDB do Paraná

    O ex-senador Requião mostrou-se bastante ressentido com o MDB do Paraná. Nas redes sociais, durante os três governos dele no estado tinham aqueles que grudavam em seu saco e que hoje o agridem porque estão pendurados em outros sacos.

    Requião disse que “quando o lobo alpha fica velho, cansado, até o lobo mais vil da matilha ousa se levantar contra ele. “Acordem pequenos canalhas, não perdi minha força, nem agilidade, nem minha fé ancestral mas causas populares!”, alertou o ex-senador.

    Sem perspectiva dentro do MDB, Requião sugeriu apoio à “frentinha de oposição” que está sendo costurada na capital paranaense.

    “Goura Nataraj [PDT] e Paulo Opuska, do PT, são cidadãos íntegros, ligados aos interesses do povo de Curitiba e merecem ser observados como bons candidatos para dirigir nossa cidade. Simples e reto”, testemunhou Requião, sem levar em conta o MDB.