Globo continua proibida de falar das ‘rachadinhas’ do Clã Bolsonaro

O desembargador Fábio Dutra do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a censura imposta à Rede Globo proibindo-a de noticiar as investigações contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ); no caso das “rachadinhas”, feitas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

A censura foi imposta no dia 4 pela juíza Cristina Feijo, da 33ª Vara Cível, a pedido de Flávio. A Globo recorreu, mas o recurso foi negado.

A justificativa é que as investigações estão em segredo de Justiça, só não explicou como isso se torna segredo de jornalismo.

Em nota, a emissora afirmou que considera “a decisão judicial um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação é de interesse de toda a sociedade”.

Perdemos todos e a família do presidente segue enrolando o país todo nesse caso que se arrasta desde a eleição de 2018.

Com informações da Folha de São Paulo.

LEIA TAMBÉM
‘Senhor da Guerra ronda o Brasil’, denuncia o PT, sobre visita de Mike Pompeo a Roraima

Lula e Moro “batem boca” pelas redes sociais, segundo a velha mídia

ONU pede inquérito internacional contra Bolsonaro