Bolsonaro passa por cirurgia e apresenta quadro estável, diz boletim médico

A cirurgia a que o presidente Jair Bolsonaro foi submetido nesta sexta-feira (25) para retirada de um cálculo na bexiga ocorreu sem intercorrências, o cálculo foi completamente removido e o presidente está estável, sem febre e sem dor, informou boletim médico do Hospital Albert Einstein.

O procedimento demorou cerca de 1h30, de acordo com boletim. Bolsonaro deu entrada no hospital às 7h desta sexta e a expectativa é de que ele permaneça internado, no máximo, até domingo, segundo disse à Reuters o médico Leandro Echenique, um dos responsáveis pelo tratamento de Bolsonaro.

*As informações são da Reuters

LEIA TAMBÉM:

Eleições 2020: Porto Alegre terá o primeiro debate eleitoral em formato drive-in

Eduardo Paes dispara no Rio de Janeiro, segundo a Paraná Pesquisas

Trump é recebido com vaias no funeral da juíza Ruth Ginsburg

Bolsonaro fará cirurgia em São Paulo para retirada de cálculo na bexiga

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (25), para passar por uma cirurgia de retirada de pedra na bexiga.

O presidente tem um cálculo vesical, uma pedra que se acumula na bexiga maior do que um grão de feijão (entre 2,5 e 3 cm). Médicos urologistas explicam que a pedra na bexiga costuma vir do rim, mas também pode se formar na própria bexiga e pode provocar dores para urinar e, em alguns casos, sangramento.

A cirurgia de hoje é para a retirada de um cálculo na bexiga, mas, segundo as redes sociais, a preocupação de Bolsonaro com a amputação de pênis continua presente em sua pauta.

Essa é a quinta cirurgia Bolsonaro se submete desde que levou uma facada durante um ato de campanha em Juiz de Fora, em Minas Gerais, em setembro de 2018. Quatro delas relacionadas ao ferimento causado pela arma branca, além de uma vasectomia feita em janeiro deste ano.

*Com informações do G1

Compartilhe agora