Ministério da Defesa cancela desfiles de 7 de setembro por causa da pandemia

O Ministério da Defesa determinou que as Forças Armadas sejam orientadas a não participar, neste ano, dos desfiles de 7 de setembro alusivos ao aniversário da Proclamação da Independência do Brasil por causa da pandemia de Covid-19. A portaria foi publicada nesta sexta-feira (7) no Diário Oficial da União (DOU).

“Tradicionalmente as Forças Armadas estão envolvidas junto com a sociedade nos festejos relacionados à Semana da Pátria, que marca a data de emancipação do Brasil, ocasião em que é estimulada a ampla manifestação dos valores cívicos em todo território nacional, por meio de atividades culturais e solenidades específicas. Todavia, como é de amplo conhecimento, o País, como considerável parte do mundo, enfrenta a pandemia do “COVID-19”, não sendo recomendável pelas autoridades sanitárias a promoção de eventos que possam gerar aglomerações de público, devido ao risco de contaminação. As condições atuais indicam que tal recomendação deva ainda vigorar durante o mês de setembro, abrangendo, assim, o período de celebração do 198º Aniversário da Proclamação da Independência do Brasil”, diz o documento.

LEIA TAMBÉM
LEIA TAMBÉMCovid-19: Brasil pode ter 200 mil mortos até meados de outubro, diz imprensa mundial

Rússia será o primeiro país a registrar uma vacina contra a Covid-19

Cristo Redentor recebe projeção da bandeira do Líbano em homenagem às vítimas da explosão em Beirute

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), confirmou na manhã de hoje que neste ano não haverá os desfiles.

“Não é pelo desfile em si, mas é pela participação popular, gera aglomeração, está fora dos parâmetros da nossa linha de combate à pandemia”, explicou Mourão.

O Brasil registrou até as 8h desta sexta-feira 98.650 mortes e 2.750.153 casos confirmados de Covid-19, segundo o levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa.

Com informações do G1