Cristo Redentor recebe projeção da bandeira do Líbano em homenagem às vítimas da explosão em Beirute

O Cristo Redentor, um dos monumentos mais famosos do mundo, recebeu na noite desta quinta-feira (6) a projeção da bandeira do Líbano em homenagem às vítimas da explosão de terça-feira (4) na Zona Portuária de Beirute, que já deixou mais de 130 mortos e 5 mil feridos.

O reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar, também fez uma oração pelas vítimas junto ao Cônsul Geral do Líbano no Rio de Janeiro, Alejandro Bitar.

LEIA TAMBÉM
Rússia será o primeiro país a registrar uma vacina contra a Covid-19

‘Micheque’ bomba no Twitter após revelação da Crusoé

Moro agora atrapalha os planos da velha mídia, que é a favor da reeleição de Bolsonaro

A homenagem é uma iniciativa do Consulado-Geral do Líbano no Rio de Janeiro, da comunidade libanesa no Rio de Janeiro, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, das Igrejas Melquita, Maronita e Ortodoxa e das instituições líbano-brasileiras do Rio de Janeiro.

Investigação sobre a explosão
O presidente do Líbano, Michel Aoun, disse nesta sexta (7) que as investigações sobre as causas da explosão em Beirute buscam evidências para averiguar se ela foi causada por acidente, negligência ou por alguma ação externa, incluindo o possível uso de uma bomba.

“A causa ainda não está determinada. Há a possibilidade de uma interferência externa, por meio de um projétil ou bomba ou outra ação”, afirmou Aoun à mídia local.

Já se sabe, porém, que a explosão foi causada pela combustão de 2.750 toneladas de nitrato de amônio, material altamente inflamável que estava armazenado no porto da capital libanesa desde 2014.

Com informações da Folha.