Entregador, vítima de racismo, atinge 1,9 milhão de seguidores no Instagram

O entregador Matheus Pires, vítima de racismo e agressões verbais de um contador em Valinhos (SP), criou um perfil no Instagram que já atingiu 1,9 milhão de seguidores. Além disso, ganhou uma motocicleta do humorista Ceará do SBT e viu uma vaquinha virtual criada em seu nome arrecadar 150.540 reais, 102% da meta inicial, de 150.000 reais.

Segundo os organizadores, a vaquinha virtual foi criada para “comprar uma casa, investir nos estudos e carreira de Matheus. A coleta criada em seu nome já arrecadou R$ 150.540 em poucos dias. O apresentador Luciano Huck também prometeu ajuda para o entregador via aplicativos.

O episódio que viralizou nas redes sociais e ganhou destaque nos noticiários de televisão foi motivo de indignação nacional.

Enquanto isso, o agressor Mateus Abreu Almeida Prado Couto ainda não foi punido.

LEIA TAMBÉM:

PSOL nacional oficializa apoio à candidatura de Marília Arraes no Recife

Ex-presidentes do PT rechaçam apoio à reeleição de prefeito bolsonarista em Belford Roxo (RJ)

Bolsonaro compartilha ‘jornalismo chapa branca’ da TV Bandeirantes; assista

PT lança campanha em defesa do legado dos governos Lula e Dilma

Em mais uma ação de comunicação pré-eleitoral, o Partido dos Trabalhadores lançou a campanha “Na hora do vamos ver, quem defende você é o PT”, que será difundida pelas pré-candidaturas, direção e militância do partido em todo o território nacional.

O objetivo central da campanha é defender o legado dos governos petistas, além de reafirmar o compromisso da legenda em defesa dos trabalhadores brasileiros, da soberania nacional e da construção de um Brasil mais justo para todos.

“O PT está sempre ao lado do povo brasileiro nas lutas e conquistas mais importantes para o país e para os trabalhadores. É o partido que, no governo ou na oposição, sempre coloca o povo em primeiro lugar”, diz o texto de abertura da campanha.

O clipe de apresentação com a mensagem da campanha já está sendo divulgado nas redes sociais do PT.

Filmes temáticos

A campanha terá uma série de filmes com temas importantes que trazem também o resgate dos avanços e das conquistas alcançadas durante os treze anos dos governos Lula e Dilma.
Um dos filmes é sobre economia e mostrará a diferença entre o que está ocorrendo hoje no país, no desgoverno de Jair Bolsonaro que já atingiu o número de 12,8 milhões de desempregados formais, em comparação com o governo Lula que chegou à marca de vinte milhões de empregos com carteira assinada.

Também na saúde, tema de outro filme, que puxará pela memória do povo brasileiro em relação aos investimentos e programas desenvolvidos durante os governos do PT, tais como o fortalecimento do SUS, a criação do Farmácia Popular, SAMU, construção de UPAS, implementação do Mais Médicos, entre outros. Enquanto hoje o Brasil assiste com perplexidade uma crise na saúde pública com a pandemia do coronavírus que atingiu a trágica marca dos mais de 100 mil mortos.

Cards

A campanha terá ainda a publicação de vários cards com temas que hoje tomam conta do debate político, como a questão de gênero e a defesa da participação das mulheres na política. O PT hoje é o partido que tem mais mulheres como pré-candidatas a prefeitas às eleições municipais. Assim como irão resgatar a criação da Lei Maria da Penha, a lei que beneficiou as domésticas e o disque-denúncia 180, todas iniciativas dos governos petistas.

Conquistas para a juventude brasileira, como a criação de universidades federais, cujo o número ultrapassa o que foi feito por todos os demais governos anteriores ao PT e os programas que beneficiaram a população estudantil negra. Foram 18 universidades e 178 Campus federais criados durante os governos petistas, e mais Prouni, Pronatec, Sisu e Novo Enem, todos programas desenvolvidos nas gestões do PT.

Diversos outros temas serão abordados na campanha de resgate dos programas sociais, do conjunto de grandes obras, como a transposição do Rio São Francisco, os preços dos combustíveis e do gás de cozinha infinitamente inferiores aos praticados hoje em todo o país.

As mensagens virtuais lembram também de conquistas recentes que tiveram a participação fundamental do PT, como a concessão do auxílio emergencial de R$600,00 em decorrência dos problemas sociais provocados pela pandemia, enquanto que Bolsonaro e Guedes queriam pagar míseros duzentos reais aos trabalhadores atingidos.

*Da redação do PT,com Casa 13