MP do Rio revela mensagem de mulher de Queiroz: ‘Vão matar?’

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) interceptou uma mensagem de Márcia Oliveira Aguiar, ex-assessora de Flávio Bolsonaro e esposa de Fabrício Queiroz, para Ana Flávia Rigamonti, que trabalha no escritório de Frederick Wassef. No contato, Márcia se revolta com o tratamento do então advogado da família Bolsonaro em relação ao caso de Queiroz, segundo informa o Estadão.

“A gente não pode mais viver sendo marionete do Anjo. ‘Ah, você tem que ficar aqui, tem que trazer a família’. Esquece, cara. Deixa a gente viver nossa vida. Qual o problema? Vão matar? Ninguém vai matar ninguém. Se fosse pra matar, já tinham pego um filho meu aqui”, declarou Márcia.

LEIA TAMBÉM:

Auxílio emergencial: peça hoje ou nunca mais

Lula prepara nova ofensiva contra Moro nos tribunais

Congresso Nacional aprova eleições municipais para dias 15 e 29 de novembro

O paradeiro de Márcia é desconhecido. Ela está foragida desde o dia 18 de junho, quando a Justiça expediu a prisão dela e de Queiroz. Seu esposo foi preso em Atibaia (SP), em um imóvel de Wassef e se encontra custodiado em Bangu 8, no Rio de Janeiro.