Procurador solta pum em sessão virtual e pede desculpas: ‘Queiram me perdoar’; assista ao vídeo

A coluna Justiça, do jornal Bahia Notícias, publicou um vídeo em que um procurador da Justiça de Mato Grosso, durante sessão virtual, soltou dois puns. Supersincero, o procurador pediu desculpas aos colegas. Abaixo, assista ao vídeo:

Mais uma cena inusitada durante os julgamentos virtuais foi registrada durante a pandemia do coronavírus. Desta vez, o caso aconteceu em uma sessão por videoconferência do Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJ-MT). Por descuido, o procurador Paulo Padro esqueceu o microfone ligado e soltou um pum.

O acontecimento ocorreu enquanto o advogado Bruno Boaventura fazia uma sustentação oral. Após o episódio, o procurador se desculpou pela “deselegância”. “Teve dois momentos que eu me descuidei com o microfone. Se, por acaso, eu fui deselegante ou causei mal estar, queiram me perdoar, por favor”, disse durante a sessão.

Os vazamentos de sons e vídeos, durante essa pandemia de coronavírus, já provocou diversos constrangimentos no judiciário e no legislativo.

No começo das sessões virtuais e dos home offices, um deputado do Paraná, Nelson Justus (DEM), foi flagrado dizendo palavrões no plenário eletrônico.

O ministro Gilmar Mendes, do STF, na semana passada, após uma live, se levantou e soltou um palavrão: “porra”, disse.

Quanto ao procurador do MT, ora, foi apenas um pum.

Assista ao vídeo:

As informações são do Bahia Notícias

LEIA TAMBÉM
Símbolo de racismo, Marinha dos EUA vai banir bandeira dos Confederados

Por 69 votos a 0, Alerj abre processo de impeachment contra Witzel

PT apresenta novo pré-candidato à Prefeitura de Curitiba; assista

Rejeitado em palestra na UBA, ex-juiz Sérgio Moro contra-ataca com ‘live’ na Argentina

Se o ex-juiz Sérgio Moro fosse profissional do futebol a crônica esportiva cravaria: ‘Que fase, hein senhor juiz?!’ Mas não é o caso, até porque o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) pensa diferente…

Ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro foi rejeitado recentemente para uma palestra que faria na Universidade de Buenos Aires (UBA). No Brasil, o Blog do Esmael deu essa informação em primeira mão no mês passado.

Em um fulminante “contra-ataque”, o ex-juiz Sérgio Moro se vingou hoje (10) com uma ‘live’ organizado pelo Grupo Perfil, que transmitiu o evento pela internet, após explicar o cancelamento da UBA.

Numa rápida checagem no perfil do grupo no Facebook, apenas duas mil e trezentas pessoas se interessaram pela palestra de Moro.

O ex-juiz falou remotamente para acadêmicos argentinos sobre “Democracia e Estado de Direito e luta contra a corrupção”.

Que fase, hein senhor juiz! Sendo rejeitado até por ‘lives’ nas redes sociais. Que fase!

Com informações do site Perfil, da Argentina.