Lobão defendeu a prisão de Bolsonaro ao vivo no Roda Viva; assista

O cantor e compositor Lobão, em entrevista no programa Roda Viva, defendeu que o Supremo Tribunal Federal (STF) prenda o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no âmbito do inquérito das fake news.

“Acho muito sério, muito pertinente. A CPMI das fake news é fundamental ela pode derrubar o governo”, disse.

“Pra ontem. Temos que arranjar uma interdição do Bolsonaro. Uma prisão seria o ideal. O impeachment. Tentar a interdição desse cara, que é maluco. Alguém precisa parar ele”, declarou o músico Lobão.

Bolsonarista arrependido, Lobão disse que acho que ser necessária uma aliança fundamental da sociedade civil brasileira, de todas as matizes, inclusive a esquerda.

Para Lobão, Bolsonaro e seus asseclas têm o objetivo de abrir uma guerra para fechar o STF e o Congresso Nacional.

“Não é um processo de esgarçamento que há de virar um golpe. Não, é um programa. É uma questão programática: eles querem uma guerra cultural, eles querem fechar o Congresso, eles querem fechar o STF e eles querem uma revolução reacionária.”

Lobão, que já foi seguidor do guru Olavo de Carvalho, afirmou ainda que “a direita não tem intelectual, a direita tem recalcados.”

O programa da Roda Viva, na TV Cultura, foi transmitido ao vivo para todo o País.

Assista ao trecho sobre a prisão de Bolsonaro:

LEIA TAMBÉM
Ao vivo: Lobão no Roda Viva (íntegra da entrevista)

Trump ameaça manifestantes com intervenção militar nos EUA, enquanto no Paraná já é realidade

Ratinho é o mais fiel a Bolsonaro, diz Requião

Lula diz que Globo quer acordo para manter Bolsonaro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (1º), durante reunião nacional do PT, que a Rede Globo tenta fazer um acordo para manter no poder o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo o petista, o editoral do jornal O Globo deste domingo (31) sinalizou a intenção da empresa dos Marinho.

“Estou dizendo pra gente não pegar o primeiro ônibus que tá passando. Estão querendo reeducar o Bolsonaro, mas não querem reeducar o Guedes. Tem pouca coisa de interesse da classe trabalhadora nesses manifestos. O editorial do Globo é uma proposta de acordo pra manter o Bolsonaro”, denunciou o petista.

Para Lula, o PT sabe porque quer tirar o Bolsonaro. “A gente quer tirar o Bolsonaro pra defender a vida. Porque ele não gosta de mulher, não gosta de preto, não gosta de índio, não gosta do povo trabalhador. É por isso que estamos dizendo Fora Bolsonaro”, justificou.

“Volto a dizer: não dá pra aceitar a ideia de que o Bolsonaro é resultado de um processo amplamente democrático”, afirmou. “Ele é resultado de um processo que se deu desde a cassação de uma presidenta sem crime. Agora perceberam que o troglodita que eles elegeram não deu certo.”

Lula sustentou que a eleição de Bolsonaro foi garantida por meio de uma fraude, conforme também afirmou em novembro de 2018 o presidente do instituto de pesquisa Vox Populi.

“Os sinais de que alguma coisa estranha aconteceu só aumentam. Tudo indica que houve uma interferência na eleição, centrada na manipulação de redes sociais, semelhante à que ocorreu em outros países, mudando seu rumo e ensejando a vitória de Bolsonaro”, disse à época o pesquisador Marcos Coimbra.

A prisão ilegal de Lula, em 2018, também foi parte dessa fraude eleitoral. Ele ficou preso político por 580 dias e, com isso, impedido de concorrer naquele pleito “semi-democrático”.

A tese de que a eleição de Bolsonaro foi uma fraude, aos olhos do PT, justificaria sua remoção do ilegítimo exercício da Presidência da República.