Ratinho é o mais fiel a Bolsonaro, diz Requião

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), em uma live neste segunda-feira (1º), afirmou que Ratinho Junior (PSD) é o governador [do Paraná] mais fiel ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Ratinho é um Bolsonaro quieto, que não fala”, ironizou o deputado Enio Verri (PT-PR), líder petista na Câmara.

A transmissão online ocorreu no canal do líder do PT e discutiu assuntos relativos à economia, política e direitos dos trabalhadores brasileiros.

Requião citou alguns modelos econômicos que deram certo no mundo, a exemplo de Alemanha, Portugal e China –de descentralização da operação.

O emedebista aproveitou o palanque eletrônico para criticar setores do PT que assinaram o manifesto do PSDB.

“Essas frentes muito amplas acabam consagrando a entrega do País e lideranças de extrema direita. Essa frente nunca vai se importar com as demandas dos trabalhadores. Eles são operadores a serviço do sistema financeiro, não políticos”, disse Requião. “Só o trabalho e a inteligencia do homem produz a riqueza, não o capital.”

Para o ex-senador, o objetivo dessa frente é tirar Bolsonaro e garantir os interesses dos bancos e dos rentistas. “Prestigiar o Paulo Guedes. Essa frente ampla do FHC é financiada pela CIA americana.”

“Lula está de parabéns por reprovar essa frente do PSDB”, elogiou Roberto Requião.

Assista ao vídeo:

LEIA TAMBÉM
Comparar Brasil à Alemanha de Hitler é “inoportuno e infeliz”, diz ministro Luiz Eduardo Ramos

Segundo Allan dos Santos o golpe já foi dado e foi pelo Twitter

Jornalista alemão aponta semelhanças dos 300 de Sara Winter com nazistas

“Intervenção militar é isso que já está aí”, critica em vídeo Roberto Requião

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR), pelo Twitter, afirmou que cerca de 3 mil militares estão “embutidos” no governo de Jair Bolsonaro (sem partido) para melhorar seus salários.

Num vídeo publicado criticando as manifestações da extrema-direita deste domingo (31), o emedebista lamentou que apedeutas, pessoas sem conhecimento da vida e da história, estejam pedindo um governo militar. “Será que já não chega o que eles têm?”

Para Requião, os ministros que mandam são militares. Segundo ele, são três mil fardados embutidos na máquina pública para melhorar seus salários.

“De pijama [humhum…] ou sem pijama, estão no governo para melhorar seus salários”, disparou.

“Minha gente não peça governo militar. Governo militar é isso que está. Já está ruim assim. Por que ampliar essa confusão?”

Roberto Requião não esqueceu do neoliberalismo de Paulo Guedes.

“Estão matando gente com a extensão da contaminação do coronavírus e apoiando a estupidez da política neoliberal de Guedes, que não existe mais em nenhum lugar do planeta.

Assista ao vídeo: