Regina Duarte já foi ‘devota’ do socialista Fidel Castro, atacam bolsonaristas

Compartilhe agora

A rede bolsonarista reavivou nesta quarta-feira (4) uma foto antiga da atriz Regina Duarte ao lado do líder cubano Fidel Castro, morto em novembro de 2016.

Os robôs bolsonaristas/olavistas (seguidores do guru Olavo de Carvalho) disseminam a histórica hora antes da posse da atriz na Secretaria da Cultura.

A cerimônia está prevista para daqui a pouco, às 11h, no Palácio do Planalto.

Os fofoqueiros palacianos chamam a nova secretária de “camarada Regina” e dizem que a pasta será tomada pelos comunistas, a exemplo da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) e a produtora Paula Lavigne.

LEIA TAMBÉM
“Fora, Regina Duarte”, gritam bolsonaristas horas antes da posse

Palácio do Planalto confirma posse de Regina Duarte nesta quarta-feira

Globo sinaliza rompimento com Moro em programa de humor; assista

Se confortar os bolsonaristas, que lançaram nas redes sociais a hashtag #ForaRegina, não é só Regina Duarte que já foi devota do revolucionário marxista-leninista Fidel Castro.

Olavo de Carvalho, o guru da seita de extrema direita, já foi militante comunista do extinto Partido Comunista Brasileiro (PCB). Ele se filiou em 1966, dois anos após o golpe militar.

Já o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em vários vídeos, se declarava um devoto do coronel-paraquedista Hugo Chávez, presidente da Venezuela morto em 2013. Por isso, volta e meia, dizem que o Brasil vive um regime #BolsoChavismo.

Bolsonaro disse que Chávez era uma “esperança para a América Latina”, segundo anotou o Estadão no dia 4 de setembro de 1999 (veja imagem abaixo).

Bolsonaro disse que Chávez era uma “esperança para a América Latina”, segundo anotou o Estadão no dia 4 de setembro de 1999.