EUA e Colômbia estão preparando mercenários para ‘desestabilizar’ Venezuela, diz ministro da Defesa

Compartilhe agora

Ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López.
O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, afirmou que os governos da Colômbia e dos EUA estão preparando operações para desestabilizar o país.

“Tráfico de armas? Tráfico de drogas? Colômbia? Isto é tudo a mesma coisa. Denuncio mais uma vez a conspiração que está sendo tecida a partir do vizinho Estado falido, apoiado pelos EUA, preparando mercenários para desestabilizar o país. Há detidos e o Ministério Público está investigando [os casos]”, afirmou Padrino López na sua conta de Twitter.

Ontem (5), militares das Forças Armadas venezuelanas apreenderam vários tipos de armas em um avião proveniente da Colômbia no Aeroporto Internacional de Valencia, estado de Carabobo.

LEIA TAMBÉM:
Lula chega a Genebra para debater desigualdade e a luta contra retirada de direitos

Bloomberg: Real é a moeda com pior desempenho do mundo em 2020

Perdeu, Moro

A Região de Defesa Integral informou que se tratava de carregadores e cartuchos para fuzis AK-47.

No fim do mês passado, o presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou a criação de um corpo nacional especial destinado a neutralizar grupos irregulares enviados da Colômbia e dos EUA.

Além disso, o chefe do Estado venezuelano aprovou um Plano Nacional Antiterrorista 2020-2022, para “proporcionar segurança ao país”.

Nesta quarta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump disse em discurso na Cúpula da Coligação Legislativa Latina que o seu governo está planejando ações relativamente à Venezuela, sobre as quais ele não proporcionou mais detalhes.

Os Estados Unidos têm vindo a adotar medidas punitivas contra as autoridades venezuelanas há vários anos, que se intensificaram no início do ano passado, quando o deputado da oposição Juan Guaidó se autoproclamou “presidente interino” da Venezuela.

Da Agência Sputnik