Biden ganha em 3 estados, mas Sanders ainda luta pela candidatura democrata

Compartilhe agora

(Mar a Lago – Flórida, 07/03/2020) Presidente da República Jair Bolsonaro cumprimenta o Senhor Presidente dos Estados Unidos Donald Trump.
Foto: Alan Santos/PR
O ex-vice-presidente Joe Biden venceu as primárias ao menos em três estados –Mississippi, Missouri e Michigan– na rodada desta terça-feira (10). Os números ainda não foram totalizados e falta ainda apurar os estados de Idaho, Dakota do Norte e Washington.

Apesar do revés do senador Bernie Sanders na Super Terça, na semana passada, e parcialmente os resultados de hoje não agradem, a diferença total de delegados entre os dois democratas é relativamente pequena. Alguns analisas falam em 4%, outros 10%.

Bernie Sanders tem tido uma torcida mais entusiasmada pelos EUA, mas Biden tem o apoio do ex-presidente Barack Obama, de quem foi vice, e por isso tem angariado votos nos estados do Sul.

LEIA TAMBÉM
Donald Trump nega possuir sintomas de coronavírus

Brasil tem 34 casos confirmados de coronavírus, informa Ministério da Saúde

Reinaldo Azevedo prevê duelo entre impeachment x golpe

Sanders abriu vantagem para ser nomeado candidato do Partido Democrata com a conquista da maioria dos delegados em Iowa, New Hampshire e Nevada, mas Biden se recuperou na Carolina do Sul e aproveitou esse sucesso com uma surpresa na Super Terça da semana passada.

Sanders e Biden cancelaram abruptamente eventos públicos em Ohio, que estavam agendados para esta terça-feira à noite. Há um crescente temor de o coronavírus infecte as pessoas em grandes concentrações.

Aliás, o boato nos EUA é que Donald Trump está contaminado pelo vírus. Ele nega.

Pela lógica, Trump jantou com o presidente do Brasil Jair Bolsonaro no último sábado à noite. Logo, especula-se, o capitão também teria quee ficar de quarentena ao retornar em solo verde-amarelo.

O coronavírus se pega por meio de gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, aperto de mão, etc.