Saiba por que os caminhoneiros pensam em nova greve geral; ouça os áudios

Compartilhe agora

A greve dos caminhoneiros convocada pelo autônomo Marconi França começará às 6 horas desta segunda-feira, dia 16, em todas as rodovias do País.

Áudios que circulam nas redes sociais pedem que os caminhoneiros já iniciem o movimento à meia noite deste domingo (15), qual seja, a 00h00 de amanhã.

O motivo principal para a paralisação são 11 aumentos seguidos no preço do diesel durante o governo de Jair Bolsonaro. “Hoje, nós estamos vivendo uma escravidão, não tem condições de trabalhar”, explica França.

Além disso, os profissionais da estrada também reclamam do preço do pedágio.

De acordo com Marconi França, 70% dos cerca de 4,5 milhões de caminhoneiros autônomos e celetistas devem aderir à greve.

“Uma paralisação nunca começa com adesão total, é sempre gradativa. Hoje, nós já temos oito estados fechados e esse número vai crescer até segunda-feira e com certeza, depois da paralisação, será ainda maior”, explica o líder dos caminhoneiros.

Ouça os áudios sobre a greve dos caminhoneiros:

Caminhoneiros confirmam greve para as 6h desta segunda-feira

Argentina aumenta salários e aposentadorias para retomar crescimento econômico

Caminhoneiros não são de nada, desafia o governo, que aposta em fracasso da greve