Prefeito alertou que incêndio em Alter do Chão foi causado por grileiros

Publicado em 1 dezembro, 2019
Compartilhe agora!

O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar (DEM), alertou ao governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), que o incêndio em Alter do Chão foi causado por “gente tocando fogo para depois fazer loteamento, vender terreno” e com o apoio de policiais.

A revelação foi feita em setembro em áudio que agora foi publicado pelo Repórter Brasil. A fala desmonta a narrativa do inquérito da Polícia Civil, que prendeu quatro voluntários da Brigada de Incêndio Florestal semana passada.

LEIA TAMBÉM
Alter do Chão: Governador do Pará troca delegado do caso de brigadistas presos

Farsa é desmontada e juiz solta brigadistas de ong em Alter do Chão no Pará

“O ódio transforma os pobres em alvo a ser abatido”, diz Ivan Valente sobre PM

A gravação indica que Aguiar e Barbalho tinham ciência de que o local atingido, na região do Lago Verde conhecida como Capadócia, é “uma área de invasores”.

No áudio, Aguiar diz que “tem policial por trás, o povo lá anda armado” e pede a intervenção não só do Corpo de Bombeiros, mas também da Polícia Militar para “identificar esses criminosos”.

O contato teria sido feito no dia em que um incêndio de grandes proporções atingiu a Área de Proteção Ambiental de Alter, em 15 de setembro.

As informações são do Brasil de Fato

 

Compartilhe agora!