Farsa é desmontada e juiz solta brigadistas de ong em Alter do Chão no Pará

Publicado em 28 novembro, 2019
Compartilhe agora!


O juiz Alexandre Rizzi, da 1ª Vara Criminal de Santarém (PA), determinou no final da tarde desta quinta-feira (28) a soltura dos quatro brigadistas de uma ong ambiental presos segunda-feira em operação arbitrária e suspeita da Polícia Civil do Pará no distrito de Alter do Chão.

A decisão foi tomada logo após o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), determinar a transferência do caso da prisão dos quatro brigadistas de incêndio para a Polícia Ambiental e acionar a corregedoria da Polícia Civil do estado.

No inquérito que vinha sendo conduzido pelo delegado Fábio Amaral Barbosa, da Polícia Civil, na segunda-feira (26) foram presos os ambientalistas Daniel Gutierrez Govino, João Victor Pereira Romano, Gustavo de Jesus Almeida e Marcelo Aron Cwerner, da organização Brigada de Incêndio de Alter do Chão. Na operação, também foram apreendidos documentos e computadores na sede da ONG Saúde e Alegria, em Santarém.

LEIA TAMBÉM:

Alter do Chão: Governador do Pará troca delegado do caso de brigadistas presos

Intercept: Bolsonaro mente sobre “Dia do Fogo” na Amazônia

Haddad lista as últimas maldades de Bolsonaro: “O ano não termina”

Uma investigação do Ministério Público Federal (MPF) sobre as queimadas, entretanto, mostrou que os brigadistas não eram suspeitos. A apuração realizada em Santarém aponta como possíveis responsáveis o assédio de grileiros, a ocupação desordenada da região e a especulação imobiliária.

Compartilhe agora!