PGR denunciou Domingos Brazão como mandante do assassinato de Marielle Franco

Publicado em 25 outubro, 2019
Compartilhe agora!

A Procuradoria-Geral da República encaminhou denúncia ao Superior Tribunal de Justiça contra o ex-deputado Domingos Brazão (MDB) pelo assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes.

A denúncia foi produzida ainda no mandato da ex-procuradora-geral, Raquel Dodge. Domingos Brazão é conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro. Para a PGR, ele é o “mentor intelectual” do assassinato da vereadora do PSOL e de seu motorista.

Além de Brazão, outras quatro pessoas foram denunciadas por participação no assassinato e na tentativa de obstrução da justiça para desviar o foco das investigações.

LEIA TAMBÉM
Veja abusa da Fake News e comete crime calúnia contra Lula

Dias Toffoli é alvo de chantagem da mídia às vésperas da 2ª instância

IstoÉ expõe falcatruas do clã Bolsonaro

Foram denunciados o agente aposentado da Polícia Federal, Gilberto Ribeiro da Costa; o policial militar do Rio, Rodrigo Jorge Ferreira; a advogada Camila Moreira Lima Nogueira; e o delegado da polícia federal, Hélio Khristian Cunha de Almeida.

Brazão foi denunciado ao STJ pois tem foro privilegiado por integrar o Tribunal de Contas do Rio de Janeiro.

As informações são do UOL.

Compartilhe agora!