Gilmar sobre Lula rejeitar o semiaberto: “Ele não tem esse direito”

Publicado em 8 outubro, 2019
Compartilhe agora!

Em entrevista ao programa Roda Viva na noite desta segunda-feira (7), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou que o ex-presidente Lula (PT) “não tem direito” para negar o regime semiaberto.

“Ele não tem esse direito. A rigor, a não ser que houvesse uma imposição ou uma condição ilegítima, e contra ela ele poderia insurgir no Tribunal Regional Federal ou no próprio STJ, ou eventualmente no Supremo Tribunal Federal, ele não tem esse direito. Acredito que aqui há o recurso de uma retórica”, disse o ministro.

LEIA TAMBÉM:
Gilmar Mendes sobre a Lava Jato: “Não se combate crime cometendo crime”

Lula pede suspensão de cobrança de multa até o fim da tramitação de processo do triplex

Janot às moscas

Gilmar, entretanto, questionou a postura dos procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, que solicitaram à Justiça a progressão de regime do ex-presidente Lula para o semiaberto.

“O que me chamou atenção foram os procuradores oferecerem o regime semiaberto ao Lula. Eles que usavam o Lula como símbolo. Nunca foram legalistas, nunca foram garantistas, mas agora se convenceram, mas se convenceram por quê? Porque era conveniente, para aliviar a pressão que existe sobre o tema, fazendo leitura de estrelas”, questionou.

Em uma carta escrita à mão, Lula rejeitou o semiaberto e afirmou que não aceita “barganhas” para deixar a cadeia.

Compartilhe agora!