David Miranda, marido de Greenwald, denuncia ameças de morte à PF

Publicado em 17 junho, 2019

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), marido do fundador do site The Intercept, Glenn Greenwald, foi à Polícia Federal (PF) denunciar ameaças de morte recebidas pelas redes sociais.

De acordo com o parlamentar, as ameaças começaram após o Intercept publicar diálogos secretos entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o procurador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.

LEIA TAMBÉM
Gleisi: “Seguiremos contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro e Paulo Guedes”

A PF é subordinada ao ex-juiz Moro Ministério da Justiça, alvo principal das denúncias de que houve conluio entre o julgador e o MPF para agravar denúncias contra réus na força-tarefa. Dentre os prejudicados pelo modus operandi revelado pelo Intercept estaria o ex-presidente Lula, mantido preso político há 1 ano e dois meses em virtude de condenação no caso tríplex.

Casado com o jornalista norte-americano Glenn Greenwald há 14 anos, o deputado David Miranda já prestou queixa-crime na PF em 13 de março. Ele e seus familiares receberam ameaças pelas redes sociais ao assumir a vaga de Jean Wyllys (PSOL-RJ) na Câmara dos Deputados.