Requião: Reforma da previdência sigilosa é uma merda universal

Compartilhe agora!

Manifestação contra a reforma da previdência na praça Santos Andrade, em Curitiba. Foto Eduardo Matysiak.
Roberto Requião (MDB-PR), em vigília permanente, questiona como a CCJ da Câmara irá votar a reforma da previdência com pareces sigilosos. “É uma merda universal”, diz sobre o segredinho do Palácio do Planalto.

Para o emedebista, o sigilo imposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) aos pareceres e estudos técnicos são indícios de que o fim da aposentadoria será uma tragédia para a economia nacional.

LEIA TAMBÉM
Efeito Bolsonaro: BRF vai parar por queda na venda a árabes

“Como votarão a reforma da previdência com pareceres sigilosos?”, pergunta o ex-senador paranaense, que fica sem resposta.

Requião afirma que o argumento do governo, de que os dados sigilosos aumentariam o dólar e derrubariam a bolsa de valores, é de uma canalhice sem precedentes na história.

A doutrina requianista vai direto ao ponto: “Se o governo afirma que a divulgação dos números da previdência prejudicam investimentos e a bolsa, significa que a Nova Previdência não é só uma merda para os trabalhadores, mas uma merda universal!”

A CCJ da Câmara realizará a sessão da reforma da previdência “sigilosa” às 14h30. O Blog do Esmael transmitirá a reunião ao vivo.

Compartilhe agora!