Bolsa Família diminui homicídios, aponta Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) da Bahia identificou diminuição dos homicídios em municípios onde o programa Bolsa Família tem grande presença.

Mesmo assim, o governo Bolsonaro já cortou 381 mil bolsas em um mês de mandato.

LEIA TAMBÉM: Mesmo no bico do corvo, Bolsonaro não desiste de ferrar os mais pobres

A pesquisa foi realizada pelo Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs), da Fiocruz Bahia.

Daiane Machado, uma das pesquisadoras, explica que a transferência de renda e a diminuição da desigualdade inibem a violência.

“Com o aumento da renda, há uma redução do estresse socioeconômico, então há o alívio do estresse familiar, diminui o consumo de álcool, que são também os fatores associados aos homicídios. E pelo próprio aumento da renda em si que vai elevar o consumo e aumentar o acesso aos bens e serviços”, explica.

A conclusão de Machado é de que o Bolsa Família protege a população contra a violência e aumenta o efeito quanto maior for a cobertura.

“O programa aumentou a escolaridade e a gente realmente conseguiu tirar os adolescentes das ruas e isso diminui a exposição a situação de violência”, explica Daiane.

As informações são do Brasil de Fato.

Comentários encerrados.