Mesmo no bico do corvo, Bolsonaro não desiste de ferrar os mais pobres

Publicado em 1 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), por questão humanitária, merece todo tipo de solidariedade e votos de rápida recuperação, mas o que chama a atenção é que mesmo no bico do corvo o capitão reformado do Exército não desiste de ferrar os trabalhadores e os mais pobres.

Da cama no hospital Albert Einstein, em São Paulo, Bolsonaro deixou-se fotografar supostamente despachando com assessores. Um dos principais recados do presidente da República é que, na semana que vem, enviará ao Congresso Nacional o texto da reforma da previdência.

LEIA TAMBÉM

Marco Aurélio devolve caso de Flávio Bolsonaro para o MP do Rio

Ao insistir na reforma da previdência, contra o povo, Bolsonaro atende aos interesses de bancos privados, especuladores internos e externos, e a velha mídia que o chantageia em nome dos primeiros.

Até o mais fervoroso bolsominion, que deve ter mãe e avó, sabe que reforma da previdência é sinônimo de fim da aposentadoria sobretudo para os mais pobres.

No atual sistema previdenciário brasileiro, segundo o INSS, os mais pobres se aposentam seis anos mais tarde e só recebem 50% do que os mais ricos. Mas com a reforma da previdência de Bolsonaro esta situação tende a piorar para os menos afortunados.

Compartilhe agora!