Bolsonaro terá posse esvaziada pela oposição

A oposição que anunciou nesta quinta (20) a formação de um bloco de oposição – PDT, PCdoB e PSB — também antecipou o esvaziamento da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

“PDT, PSB e PCdoB confirmam bloco de oposição a Bolsonaro na Câmara. Se me apoiassem é que preocuparia o Brasil!”, ironizou Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM
“Eu não estou preso, eu sou refém”, diz ex-presidente Lula

Os três partidos somam, juntos, 69 deputados federais eleitos.

O PT, com 56 eleitos, continua no campo oposicionista e aliado do bloco anunciado.

Petistas, cubanos e venezuelanos não querem estar no palaque ao lado de Bolsonaro. Pelo contrário. Na posse promete barulho e apresentar o boneco Bolsoleco.

PDT, PSB, PCdoB e PT, que estarão atuando conjunto nas pautas maiores, somam 125 deputados federais eleitos.

Leia a íntegra da nota oficial dos partidos de oposição:

O Partido Socialista Brasileiro, o Partido Democrático Trabalhista e o Partido Comunista do Brasil, através dos líderes de suas bancadas na Câmara dos Deputados, anunciam que, na próxima legislatura, comporão um bloco partidário que fortaleça as posições políticas e a ação parlamentar desses partidos que têm identidade histórica e mais aqueles que eventualmente ao bloco queiram se reunir. Reafirmam, assim, que farão oposição ao governo eleito, em conformidade com o resultado e o desejo expresso pelas urnas, da defesa da Democracia, dos direitos sociais, dos valores éticos e republicanos, e defenderão ideias e propostas a favor dos interesses do país.

André Figueiredo, líder do PDT

Orlando Silva, líder do PCdoB

Tadeu Alencar, líder do PSB

Comentários encerrados.