“Eu não estou preso, eu sou refém”, diz ex-presidente Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou nesta quinta-feira (20), via Twitter, que é um refém político em cela da Polícia Federal de Curitiba, desde abril deste ano. “Eu não estou preso, eu sou refém. Quem não entendeu isso ainda não entendeu o que está acontecendo comigo”, escreveu Lula.

A manifestação indignada de Lula vem um dia após o ato sem precedentes do ministro Dias Toffoli, que derrubou a decisão liminar de seu colega Marco Aurélio Mello, que determinava a libertação de todos os que estão presos no país por terem sido condenados em segunda instância.

A mobilização intensa de setores do Poder Judiciário, do estado-maior do Exército e dos integrantes da Lava Jato (no dia de ontem) para impedir a libertação de Lula confirmam a percepção crescente da sua condição de preso político.

Comentários encerrados.