Ku Klux Klan com Bolsonaro

David Duke, ex-líder do grupo estadunidense Ku Klux Klan, elogiou os posicionamentos racistas do candidato Jair Bolsonaro (PSL). “Ele soa como nós”, disse o Duke em seu programa de rádio em que defende a supremacia branca.

A Ku Klux Klan (KKK) é uma união movimentos reacionários e extremistas, como a supremacia branca, o nacionalismo branco, a anti-imigração. Atuam principalmente contra os negros, judeus e latinos. A KKK surgiu em 1865.

Duke é a figura mais conhecido do grupo nos EUA. Ele não costuma comentar sobre política brasileira, mas abriu uma exceção para elogiar “o coiso” na semana passada.

“Ele soa como nós. E também é um candidato muito forte. É um nacionalista”, disse ele.

“Ele é totalmente um descendente europeu. Ele se parece com qualquer homem branco nos EUA, em Portugal, Espanha ou Alemanha e França. E ele está falando sobre o desastre demográfico que existe no Brasil e a enorme criminalidade que existe ali, como por exemplo nos bairros negros do Rio de Janeiro”. Disse.

A KKK foi responsável por diversos assassinatos e linchamentos de muitos negros, judeus e latinos ao longo da história.

Com informações da BBC Brasil.

Comentários encerrados.