PT discute formação de chapa com Lula; PSB volta ao radar petista

Indiferente com a prisão, o PT cogita buscar um nome do PSB como vice na chapa de Lula após a desistência de Joaquim Barbosa. O partido anunciou que registrará a candidatura do ex-presidente em 15 de agosto, como faculta a lei.

LEIA TAMBÉM
Gleisi: “Lula será nosso candidato”

Antes de ser preso, Lula visitou a viúva do ex-governador Eduardo Campos, em Recife, e Renata retribuiu o gesto visitando o petista no Instituto Lula, em São Paulo. Além disso, é muito forte a parceria entre PSB e PT principalmente no Nordeste.

Noutro front, do judiciário, a Segunda Turma do STF deverá negar liberdade a Lula. O colegiado que era tido como “garantista” sucumbiu à política para garantir a narrativa do golpe de Estado de 2016.

Diante do quadro Lula preso e de derrotas nos tribunais, restará ao PT radicalizar as mobilizações de rua. Em Curitiba, onde o ex-presidente é mantido preso político desde 7 de abril, a vigília e o acampamento continuam firmes e fortes.

Comentários encerrados.