Amigo de Richa, ex-diretor da Secretaria Educação depõe na Operação Quadro Negro

O ex-diretor da Secretaria de Educação do Paraná, Maurício Fanini, depôs na manhã desta sexta (23) na Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, em Curitiba, acerca do desvio de R$ 20 milhões que seriam destinados para a construção de escolas. A verba, segundo investigações da Operação Quadro Negro, abasteceu a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB).

Amigo de viagens internacionais de Richa, Fanini foi o último de uma série de 18 interrogados pelo Ministério Público. O primeiro foi o empresário Eduardo Lopes, dono da empreiteira Valor, que é o principal delator na Operação Quadro Negro.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, no início de junho de 2015, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

Comentários encerrados.