23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Amigo de Richa, ex-diretor da Secretaria Educação depõe na Operação Quadro Negro

Amigo de Richa, ex-diretor da Secretaria Educação depõe na Operação Quadro Negro

O ex-diretor da Secretaria de Educação do Paraná, Maurício Fanini, depôs na manhã desta sexta (23) na Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, em Curitiba, acerca do desvio de R$ 20 milhões que seriam destinados para a construção de escolas. A verba, segundo investigações da Operação Quadro Negro, abasteceu a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

8 de dezembro de 2017
por esmael
6 Comentários

Azedou o arroz doce de Beto Richa na Operação Quadro Negro. Veja os motivos

O esquema que simulava a construção de escolas com o fim de desviar recursos para campanhas eleitorais do PSDB é maior do que se imaginava, afirma o Ministério Público do Paraná, que ampliou a investigação da Operação Quadro Negro para mais duas dezenas de estabelecimentos de ensino e 13 novas empreiteiras.

11 de novembro de 2016
por esmael
25 Comentários

Operação Quadro Negro chega ao Palácio Iguaçu

richa_quadro_negroDepoimento de uma funcionária da Secretaria de Estado da Fazenda ao Ministério Público do Paraná levou a Operação Quadro Negro para dentro do Palácio Iguaçu.

13 de outubro de 2016
por esmael
23 Comentários

Presidente da UBES detona Beto Richa: “você rouba da construção das escolas para pagar sua campanha eleitoral”

A presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Camila Lanes, nesta quinta (13), acusou o governador Beto Richa (PSDB) de roubar dinheiro da educação para sua campanha de reeleição em 2014. Ela gravou um vídeo contra a reintegração de posse de escolas ocupadas no Paraná.

15 de dezembro de 2015
por esmael
41 Comentários

Gaeco prende irmão da vice-governadora Cida Borghetti

O ex-vereador de Curitiba, Juliano Borghetti, foi preso na manhã desta terça-feira (15) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

O ex-parlamentar é irmão da vice-governadora Cida Borghetti (PROS) e cunhado do deputado federal Ricardo Barros (PP), vice-líder do governo, que defende corte de R$ 10 bilhões no orçamento do Bolsa Família.

O Gaeco, braço policial do Ministério Público, desenvolve operação que é desdobramento da “Quadro Negro”, que investiga desvio de recursos destinados à construção de escolas.

Em julho deste ano, o ex-diretor de Diretoria de Engenharia, Projetos e Orçamentos da Secretaria de Estado da Educação (SEED), Maurício Jandoi Fanini Antonio, amigo do governador Beto Richa (PSDB), foi preso pelo mesmo motivo que supostamente Borghetti caiu hoje: desvio de recursos da educação.

Há exatamente dois anos, Juliano Borghetti foi exonerado pelo governador Beto Richa da autarquia EcoParaná, vinculada à  Secretaria de Estado do Turismo, depois de seu envolvimento em briga entre torcidas organizadas. Na época, o irmão da vice-governadora também foi preso.

21 de julho de 2015
por esmael
16 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Prisão de amigo de Beto Richa foi uma ‘Operação Abafa’

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da "Operação Abafa", pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, analisa a prisão de Maurício Fanini, amigo do governador Beto Richa; segundo o X-9 mais eficiente do planeta, a restrição da liberdade do ex-presidente da Fundepar faria parte da “Operação Abafa”, pois o objetivo da Polícia Civil foi chegar antes da Polícia Federal para também recolher provas, haja vista que os recursos da educação eram federais; “Que tudo fique em casa”, era a palavra de ordem em Palácio Iguaçu; segundo o informante com acesso fácil ao 3º andar da sede do governo, “coincidentemente”, o advogado de Fanini é Dr. René Ariel Dotti, o mesmo que defende no crime o governador, a primeira-dama Fernanda e Pepe Richa; a seguir, leia o relato exclusivo de Garganta Profunda de Londrina.

A manhã de hoje foi um ranger de dentes sem fim, no círculo próximo ao Governador.

É que a sorte de Maurício Fanini estava sendo selada. Leia mais