Leonardo Attuch: O golpe foi dado para que os gringos roubassem o nosso petróleo

| 17 Comentários

O jornalista Leonardo Attuch, em artigo especial, desenterra a cabeluda história da espionagem dos Estados Unidos contra a Petrobras e Dilma Rousseff, em 2013, nas vésperas do golpe que a depôs do cargo. Para o editor do 247, diferente do Oriente Médio, as petroleiras internacionais conseguiram se apoderar da maior descoberta recente de petróleo no Brasil [o pré-sal] sem dar um único tiro.

Roubaram o pré-sal e foram indenizados

Leonardo Attuch*

No segundo governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Brasil anunciou as maiores descobertas de petróleo no século 21, que foram as reservas do pré sal. Coincidência ou não, em 2008, quatro notebooks e dois HDs da Petrobras foram furtados, com informações sigilosas sobre o pré-sal, numa típica ação de espionagem industrial, que envolveu a empresa norte-americana Halliburton, que também atuou na invasão do Iraque. Pouco tempo depois, o Brasil passou a ser espionado pela NSA, uma agência de inteligência dos Estados Unidos, com foco especial no setor de petróleo.

A espionagem se tornou pública já no governo da presidente Dilma Rousseff, com as revelações feitas pelo agente Edward Snowden. Não só Dilma havia sido bisbilhotada, como a própria Petrobras. Desde então, surgiram as primeiras evidências de que um golpe, movido a petróleo, estava em curso no Brasil. De um lado, colunistas alinhados com o pensamento vira-lata e entreguista desdenhavam do pré-sal, alegando que o custo de extração seria extremamente alto. De outro, Dilma tentava resistir, com um modelo de exploração que passava a ser o de partilha, com maior geração de riquezas para a União e o comando da Petrobras.

Em 2013, com as chamadas jornadas de junho, uma “primavera árabe” brasileira passou a ser estimulada nas redes sociais por páginas patrocinadas por grandes interesses econômicos. Um ano depois, a Operação Lava Jato transformou a promiscuidade histórica das relações público-privadas brasileiras num caso de “corrupção sistêmica” de uma estatal que teria sido aparelhada para garantir um “projeto de poder”. O que se pretendia era derrubar a presidente Dilma Rousseff e cassar o registro do PT para que o partido fosse banido da vida pública brasileira.

Com a descoberta de que a farra das empreiteiras era generalizada, apenas o primeiro objetivo foi alcançado. E o Brasil, curiosamente, foi o primeiro país da história a derrubar uma presidente honesta para instalar uma organização criminosa no poder. Feita a transição, a primeira mudança se deu justamente no petróleo, com a venda de campos do pré-sal até para estatais de outros países, como a norueguesa Statoil, e leilões que favoreceram empresas como Shell e Exxon.

Sem disparar um único tiro, ao contrário do que ocorreu nas invasões recentes do Oriente Médio, as petroleiras internacionais conseguiram se apoderar da maior descoberta recente de petróleo. Enquanto isso, no Brasil, foram eliminados mais de 2 milhões de empregos na cadeia produtiva do setor de óleo e gás, a indústria naval foi paralisada e, como cereja do bolo, a Petrobras decidiu indenizar, antes de qualquer condenação judicial, investidores dos Estados Unidos, alguns deles de fundos-abutres, em nada menos que R$ 10 bilhões. Em resumo: roubaram o pré-sal e ainda foram indenizados.

*Leonardo Attuch, jornalista, é editor do portal Brasil 247

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. A MINHA MODERAÇÃO E COLOCAR TODOS OA CANALHAS QUE APOIARAM O GOLPE NO PAREDÃO DE FUZILAMENTO SOMENTE – SO ASSIM SE FAZIA JUSTIÇA MESMO – A JUSTIÇA PARA TRAIDORES E O FUZILAMENTO .

  2. E PRECISO REESCREVER UMA NOVA HISTORIA NA POLITICA NACIONAL- COM ESSAS INSTITUIÇÕES QUE NOS TEMOS QUE ESTÃO ATOLADAS ATE O PESCOÇO NA LAMA DA DESMORALIZAÇÃO O PAIS NÃO VAI A LUGAR NENHUM – ESTAMOS ANDANDOPARA TRÁS FEITO CARANGUEJOS .

  3. O novo comentarista internacional do 247 se refere ao livro que o Estado Profundo encomendou ao famigerado jornalista Michael Wolff como se fosse a expressão da verdade. Isto revela o ódio gratuito que ele nutre contra Trump e sua política de desmonte do Imperialismo americano, um aspecto transcendental que foge aos analistas que se encontram obcecados pela mídia do establishment.
    Eis o que diz o Sputnik sobre o livro de Michael Wolff, um jornalista que se gaba na própria imprensa de inventar notícias falsas:
    “… não está claro se é possível caracterizar todas as informações apresentadas no livro como confiáveis, uma vez que faz pouca referência a fontes específicas. Além disso, durante várias décadas de sua carreira, o jornalista foi repetidamente acusado de interpretar mal seus entrevistados.”

  4. o roubo de 2008 deveria ter sido investigado pelos orgãos de inteligencia subordinados á presidencia, pois foi feito debaixo da barba da PF. Muito estranho em 2009 sair o manifesto ponte (bridge) nos EEUU.

  5. Excelente texto. Definiu de maneira tão simples e didática os objetivos do golpe que um imbecil e ignorante eleitor do Bozonaro não entenderia.

  6. Fico aqui maginando a cena: o comunista de merda chega no posto Petrobras, manda encher o tanque de gasolina e diz ao frentista: desconta a gasolina da minha cota, afinal, o petróleo é nosso!
    Só não intendo porque exportam para a Argentina e ao Paraguai a preços módicos…..
    Comunistas de merda com medo de não terem de onde roubar……

    • Você fala muito a palavra merda. Deve ser porque você defeca pela boca e teu c* tem inveja dela.
      Não comente coisas que estão além de sua compreensão e do seu Entendimento.

  7. O golpe foi dado para que o PT permanecesse no poder e o Lula e família usufruísse das propinas de empreiteiros e outros credores do governo.

  8. Pingback: Leonardo Attuch: O golpe foi dado para que os gringos roubassem o nosso petróleo | BRASIL S.A

  9. quem mé mais bandido o presidente do golpe Temer que compra os deputados,ou os deputados corruptos que se vendem, emendas parlamentares uma farsa para deixar os deputados mais ricos., amigos eleitores vamos entrar pesquisar e ver, quais deputados votaram para manter Temer no poder, e na eleição que se avizinha não votar neste deputados.Se quisermos uma verdadeira reforma politica a oportunidade esta em nossas mãos vamos mandar para casa todos estes congressistas que ai estão.

  10. Excelente matéria; como dizia o saudoso Jamelão: “O Brasil são as tetas do mundo”; mais uma vez, os gringos nos passam a perna, em decorrência da ignorância da patuleia.

  11. Tem que se por de uma vez por todas, de uma meneira clara, que o Golpe ocorrido aqui foi planejado l’a fora pelo Imperialismo Norte-Americano e/ou Europeu e que os nefastos personagens aqui, como A’ecio, Cunha, Temer e demais apoiadores no plano pol’itico, midi’atico, judici’al, empresarial e militar s~ao apenas coadjuvantes operacionalizado a mando do Grande Capital Internacional……………………………….!!!!!!!

  12. “”Se compararmos nosso capitalismo com o narcotráfico, o político corrupto é o aviãzinho do tráfico, quem fica com as sobras; a boca de fumo que faz o dinheiro grande é o mercado da rapina selvagem que temos aqui””.

    Jessé Souza em A Elite do Atraso.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.